Renan Filho anuncia concurso público para área da saúde

Renan Filho anuncia concurso público para área da saúde

Uma boa notícia para a área da saúde depois que o Governador de Alagoas, Renan Filho (MDB) informou que vai realizar concurso público em 2021. O anúncio foi feito durante discurso, sobre a suspensão das atividades do Hospital de Campanha Dr. Celso Tavares, em Maceió.

“No primeiro semestre do ano que vem, concurso público para dar oportunidades iguais a todos aqueles que desejam trabalho no estado. A questão é que processo seletivo, por currículo, às vezes, uma pessoa competente, dedicada, entretendo é recém formada pode não ter oportunidade. No concurso damos oportunidades iguais para todos. Teremos concurso para trabalhar em hospitais como Hospital da Mulher, Hospital Metropolitano, Hospital Regional da Mata, do Norte, do Alto Sertão, no Hospital da Criança e nas Upas que o estado administra. De maneira que o concurso é programa de investimentos que garante também a geração de empregos”, afirmou o governador.

O chefe do executivo estadual não adiantou detalhes com relação ao número de vagas ou quais profissionais da saúde serão contemplados pelo concurso. “Às vezes, uma pessoa competente, dedicada, entretanto é recém formada pode não ter oportunidade em um processo seletivo por currículo. No concurso damos oportunidades iguais para todos”, ressaltou.

Outra boa notícia foi a diminuição dos casos ativos da Covid-19 em Alagoas e a redução da taxa de ocupação de leitos pela doença provocada pelo novo coronavírus, que permitiu o fechamento do Hospital de Campanha Dr. Celso Tavares, instalado no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso, no bairro Jaraguá, em Maceió. Na oportunidade, foi prestado homenagens aos 354 profissionais que ali atuaram por mais de quatro meses, o governador Renan Filho destacou ainda que toda a estrutura ficará em “stand by”, ou seja, à espera para ser reativada, caso os índices relacionados à pandemia em Alagoas voltem a subir.

“A gente vai deixar a estrutura em stand by por um período de 60, talvez 90 dias, para com toda a segurança, prudência e responsabilidade necessárias, acompanhar (os números da Covid-19) e se houver qualquer aumento da doença em Alagoas, estaremos preparados para retomar aquilo que foi interrompido”, finalizou Renan Filho, que vai realizar a doação de parte dos equipamentos da unidade de saúde desativada momentaneamente, após o encerramento em definitivo das atividades.


Deixe um comentario