Hospitais privados de Maceió suspendem emergência e cirurgias eletivas

Hospitais privados de Maceió suspendem emergência e cirurgias eletivas

O aumento do número de casos e internações de pacientes infectados pelo novo coronavírus, nas últimas semanas, começa a mudar a rotina dentro dos hospitais privados de Maceió. Uma das medidas é a suspensão das cirurgias eletivas, aquelas que podem ser adiadas, como decidiu a Unimed, conforme anúncio nesta semana. O alerta sobre a demanda que cresce, a cada dia, por leitos na rede particular de saúde já tinha sido feito pelo Sindicato dos Médicos de Alagoas (Sinmed/AL).

Em comunicado, a Unimed afirma que a diretoria técnica decidiu pela suspensão de práticas cirúrgicas de procedimentos eletivos e priorização de cirurgias de urgência e emergência, com o objetivo de preservar e reservar leitos para pacientes com infecção respiratória, suspeitos ou confirmados pela Covid-19, principalmente na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

A Unimed esclarece que a medida é baseada em orientação técnica do Núcleo de Vigilância Epidemiológica Hospitalar (NVEH) e do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH) para prevenção e o controle das infecções pelo novo coronavírus em procedimentos cirúrgicos.

Além disso, leva em conta “o acréscimo dos casos atendidos na urgência e emergência desse hospital, de 62% em relação ao mês de novembro, quando comparado ao mês anterior. Quando avaliado o mês de novembro, este evidencia um aumento de 100% de atendimentos e coleta de RT-PCR para Sars-Cov-2”, informa.

OUTRAS UNIDADES

Já o Hospital do Coração de Alagoas declarou, em nota, que, nessa quinta-feira (3), estava com suas UTIs 100% ocupadas, “encerrando, temporariamente, o atendimento na emergência do Hospital para todos os casos – Covid e não Covid. Nossa equipe de profissionais já foi ampliada e está trabalhando, incansavelmente, para garantir a assistência aos pacientes já internados na instituição. Reforçamos a necessidade de a população alagoana cumprir, com rigor, o isolamento social, para que possamos, tão logo, superar esse período de calamidade”.

Em nota, a assessoria do Hospital Veredas comunicou que as cirurgias eletivas não estão suspensas e que os casos suspeitos ou confirmados de Covid-19 de pacientes SUS estão sendo regulados e encaminhados para o Hospital Metropolitano ou Hospital da Mulher, conforme orientação das autoridades de saúde do Estado. Além disso, pacientes particulares ou de convênios, suspeitos ou confirmados com a Covid-19, estão sendo acolhidos e encaminhados para uma área de isolamento.

“O Hospital Veredas está à disposição das autoridades municipais, estaduais e federais para atender qualquer situação de aumento nos casos para tratamento de Covid-19. Por oportuno, destacamos que estamos seguindo em normalidade – acolhendo, tratando e curando -, para todas as atividades e procedimentos, bem como, das cirurgias eletivas”, destaca.

Já a assessoria de imprensa do Hospital Memorial Arthur Ramos informou que, diante do aumento do número de casos de Covid-19 no Estado, mantém o atendimento exclusivo para pacientes com sintomas de síndrome gripal e esclarece que, até o momento, não foi preciso adotar medidas restritivas por conta do atual cenário. “Se, nos próximos dias, houver a necessidade de adequações dos serviços, divulgaremos em nossos meios institucionais”, diz.

A assessoria da Santa Casa de Maceió informou que falará sobre o assunto somente nesta sexta-feira (4).

No último boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), Alagoas aparece com mais de 95,6 mil casos confirmados de Covid e 2.346 óbitos.


Deixe um comentario