Jornalista Bernardino Souto Maior morre vítima de Covid-19 em Fortaleza

Jornalista Bernardino Souto Maior morre vítima de Covid-19 em Fortaleza

 

Dono de um carisma único, ele marcou época no jornalismo sendo um dos primeiros correspondentes nacionais.

O rastro trágico deixado pela Covid-19, este mês, também alcançou o decano do jornalismo alagoano, Bernardino Souto Maior, autor do Blog do Bernardino, especializado em política. Ele faleceu, em Fortaleza, na tarde deste domingo (11), onde residia sua filha e a quem foi visitar há um mês.

Bernardino apresentou sintomas da doença poucos dias da chegada à capital cearense. Ele recebeu tratamento especializado, mas a situação se agravou e há duas semanas acabou intubado.

As informações sobre seu estado de saúde eram divulgadas em seu próprio blog com detalhes sobre os boletins. Na quinta-feira, foi informado que, mesmo recebendo oxigênio direto nos pulmões, sua saturação não apresentava melhoras. Nesse período, ele já estava submetido a hemodiálise, diante da incapacidade de funcionamento adequado dos rins.

Jornalista desde o fim dos anos 50, Bernardino foi correspondente da Revista Veja, do Jornal o Estado de São Paulo, além de ter atuado em vários impressos da cidade. Também atuou como assessor de comunicação de várias repartições públicas.

Bernardino era um jornalista versátil. Com o surgimento dos blogs, rapidamente, criou seu espaço, tornando-se leitura obrigatória para os leitores de conteúdo político.

No seu blog, a neta do jornalista publicou um post informando sobre a morte de Bernadino, além de prestar uma bela homenagem. Ela lembrou que foram mais de 30 dias de internação, mas sempre marcados pelo carinho e oração de amigos. “É com muito pesar que informamos que acaba de falecer o Jornalista Chefe desse blog, Bernardino Souto Maior. Meus avôs sempre estiveram presentes nos melhores e piores momentos de minha vida. Eles souberam ser meus pais quando precisei, e ao mesmo tempo meus avós, daqueles bem babões. Quem conheceu meu avô, via o orgulho de ser quem é (como profissional) e do que tem de mais precioso, sua família. Do amor que ele tinha por sua parceira, minha vó, pelos filhos, pelos netos, bisnetos então, nem se fala. Por falar em bisneto, que amor lindo, que ligação essa do Bernardo com o vô Beto dele. Com certeza, vai muito além do explicável. Que sorte a do Bernardo! A perda de alguém que nos é significativo representa um acontecimento de vida potencialmente desestruturante. Por mais que a morte seja um destino inevitável, é a verdade; um tema doloroso na nossa sociedade. Foram 36 dias de muita luta, de desgaste emocional, mas também de muita união, de muita oração, pela sua saúde, pela sua recuperação. Mas nem sempre os planos de Deus coincidem com os nossos. O covid venceu essa batalha, e você se foi. Mas não antes de lutar como o guerreiro que sempre foi. A nossa ligação jamais será cortada, eu serei sempre sua Kaka e você pra sempre o meu Voinho. Na confiança que Deus sabe de todas as coisas, até breve, meu amor, Eu te amo, muito! Aos amigos, agradeço por todas as orações e energia positiva dedicadas a meu avô”, postou a neta do jornalista, Ana Karolina Souto Maior.

Curiosidade

Na década de 70, um fato curioso marcou sua história. Amigo e cliente de Arlindo Rodrigues, proprietário de um bar e restaurante, o jornalista descobriu que o cão do dede, à época, chorava ao ouvir “Vida Minha”, de Altemar Dutra. Com um nome pitoresco de Lyndon Johnson, em homenagem ao ex-presidente norte-americano, o animal, junto com o dono, foram levados por Bernardino para o programa do jornalista Flávio Cavalcante, uma das maiores audiências da época.

“A dona do cachorro que o abandonou frequentava o Feijão Verde que era o restaurante do meu pai, em Jaraguá. Ela ouvia muito o disco que tinha essa música. Com sua partida, toda vez que o animal ouvia a música ele chorava. Os boêmios da época adoravam ir até lá e um deles era o Bernardino. Aí descobriu a história e tornou-a nacional. Depois disso, Altemar passou a andar mais em Alagoas, tornando-se amigo do meu pai, comprando uma fazenda no sertão. “, lembrou o filho do Arlindo, o jornalista Ricardo Rodrigues.

O cachorro chorão, como ficou conhecido, foi ainda para o programa da jornalista Cidinha Campos.

Fonte: Gazetaweb.


Ligações interceptadas entre Paulo Cerqueira e pistoleiro foram retiradas de inquérito da PC, diz Polícia Federal

Ligações interceptadas entre Paulo Cerqueira e pistoleiro foram retiradas de inquérito da PC, diz Polícia Federal

 

 

A investigação da Polícia Federal (PF) que apurou a morte do advogado mineiro Nudson de Freitas, que seria um atentado contra o juiz Marcelo Tadeu, deparou-se com uma série de ligações telefônicas do autor material do crime que, mesmo interceptadas, tiveram o conteúdo retirado ou sonegado do inquérito policial conduzido pelo delegado da Polícia Civil de Alagoas (PC/AL), Paulo Cerqueira.

Segundo documento da PF que a Gazetaweb teve acesso, as ligações eram quase, exclusivamente, entre Antônio Wendell de Melo Guarniere e Paulo Cerqueira ou alguém de sua equipe. O documento mostra que o delegado e sua equipe monitoraram Wendel Guarniere nos dias que antecederam o crime.

O inquérito da PF aponta, ainda, que Wendell Guarniere trocou o chip telefônico que usava na véspera do atentado; mesmo assim, a interceptação continuou. Em depoimento, Wendell e sua companheira, à época, disseram que foi Paulo Cerqueira e sua equipe que orientaram a troca de chip.

Segundo a investigação federal, após a troca de chip, Wendell recebeu uma ligação de Cerqueira logo depois. Esta conversa durou um minuto e quarenta e quatro segundos, mas o seu conteúdo é desconhecido até hoje, pois, segundo a PF, foi sonegado ou apagado por policiais ligados a Paulo Cerqueira.

Outra informação descoberta pela PF é que existe um diálogo de Wendell com outro homem que iria participar do crime em que Wendell afirma que “irá pilotar a moto” e o outro homem executará o “serviço”. Este homem é identificado como “Pitbull”. O inquérito da PF diz que Paulo Cerqueira era informado do conteúdo dos principais diálogos monitorados.

DESPESAS PAGAS

O inquérito da Polícia Federal aponta que o delegado Paulo Cerqueira pagou, com recursos da Polícia Civil, algumas despesas de Antônio Wendell de Melo Guarniere. A investigação descobriu, também, que Wendell Guarnieri ficou sob a “custódia” da DEIC, comandada à época por Cerqueira, e, mesmo após expirado o prazo de uma prisão temporária, ele foi hospedado em um apartamento e uma pousada, estes pagos com recursos da Polícia Civil de Alagoas (PC/AL).

De acordo com a PF, uma semana antes do atentado, a Polícia Civil forneceu um aparelho telefônico para Wendell Guarnieri. Nesta mesma semana, ele ficou hospedado com despesas pagas pela PC/AL.

INDICIAMENTO

A PF indiciou o delegado-geral da Polícia Civil de Alagoas (PC-AL), Paulo Cerqueira, como autor intelectual do atentado que teria como alvo o juiz Marcelo Tadeu e matou, por engano, o advogado mineiro Nudson Harley Mares de Freitas, no dia 3 de julho de 2009, em Mangabeiras. A Gazetaweb teve acesso à íntegra do indiciamento, no qual a PF traz o caso com riqueza de detalhes, citando depoimentos, interceptações telefônicas e outros elementos.

De acordo com as investigações da PF, o autor material do crime, Antônio Wendell de Melo Guarniere, foi cooptado pelo policial militar Natan Simião para praticar um homicídio. Simião, embora não tenha dito a Guarniere, agia a mando de Paulo Cerqueira, segundo a polícia.

Segundo a PF, as evidências indicam que o advogado foi morto, por engano, no lugar do juiz Marcelo Tadeu. A investigação da PF aponta que Paulo Cerqueira ficou responsável pela investigação do homicídio do advogado após ter avocado o inquérito para ele sem nenhum motivo e que ele nunca considerou a hipótese de que a vítima do crime era para ser o juiz.

A PF concluiu que, no inquérito presidido por Paulo Cerqueira, a pessoa de Wendelle Guarnieri, sequer, foi citada e que, durante as investigações, não foi realizada nenhuma diligência que pudesse afastar a tese de “erro na execução”. Além disso, a Polícia Federal concluiu que Paulo Cerqueira tentou encerrar as investigações precocemente, o que só não ocorreu por intervenção do juiz Marcelo Tadeu.

Gazetaweb entrou em contato com a assessoria de imprensa da Polícia Civil de Alagoas e aguarda posicionamento sobre o caso.

Fonte: Gazetaweb.


Príncipe Philip, marido da rainha Elizabeth II, morre aos 99 anos

Príncipe Philip, marido da rainha Elizabeth II, morre aos 99 anos

 

 

O príncipe Philip, marido da rainha Elizabeth II, morreu aos 99 anos de idade, informou o Palácio de Buckingham nesta sexta-feira.

“É com profunda tristeza que Sua Majestade a Rainha anuncia a morte de seu amado marido, Sua Alteza Real, o Príncipe Philip, Duque de Edimburgo”, informou o palácio em um comunicado.

“Sua Alteza Real faleceu pacificamente esta manhã no Castelo de Windsor. Novos anúncios serão feitos no devido tempo. A Família Real se une às pessoas ao redor do mundo em luto por sua perda.”

O duque de Edimburgo deixou o hospital no dia 16 de março depois de permanecer um mês internado por conta de cirurgia cardíaca e uma infecção.

 

 


Dr. Jairinho e a mãe de Henry passam a 1ª noite presos em cadeias separadas; eles ficarão 14 dias em quarentena

Dr. Jairinho e a mãe de Henry passam a 1ª noite presos em cadeias separadas; eles ficarão 14 dias em quarentena

 

 

Presos e levados para diferentes penitenciárias do Rio de Janeiro, o vereador Dr. Jairinho (sem partido) e Monique Medeiros, mãe do menino Henry Borel, de 4 anos, vão ficar isolados por 14 dias antes de passarem a celas com outros internos.

Conforme explicação da Secretaria de Administração Penitenciária, o procedimento é de praxe para todos os presos e tem como objetivo evitar a disseminação da Covid-19 dentro dos presídios.

Monique foi levada ao Instituto Penal Ismael Sirieiro, em Niterói, na Região Metropolitana, e o vereador foi conduzido ao presídio Pedrolino Werling de Oliveira, no Complexo de Gericinó, em Bangu, na Zona Oeste da cidade, onde passaram a primeira noite presos.

Também por conta da pandemia, nenhum dos dois poderá receber visitas, exceto os advogados e em salas específicas.

O casal foi preso na quinta-feira (8) porque, segundo a polícia, estaria tentando atrapalhar as investigações sobre a morte de Henry. Além disso, ambos são suspeitos por homicídio duplamente qualificado – com emprego de tortura e sem chance de defesa para a vítima. Eles negam o crime e dizem que não há nada a ser escondido.

Antes de serem levados para os presídios, o casal fez, na tarde de quinta, a triagem na Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, na Zona Norte – a “porta de entrada” no sistema prisional.

O casal foi encontrado no início da manhã, também na quinta, na casa de uma tia de Doutor Jairinho, em Bangu. Depois, o casal prestou depoimento na 16ª DP (Barra da Tijuca), que investiga o caso, fez exame de corpo de delito e foi encaminhado para a prisão.

O menino Henry Borel, de 4 anos, foi encontrado morto no dia 8 de março no apartamento na Barra da Tijuca, Zona Oeste, em que Monique vivia com Jairinho.

Os investigadores disseram que o vereador agrediu a criança e que a mãe sabia. A polícia acredita, ainda, que, semanas antes da morte, Henry foi torturado por Dr. Jairinho, também com conhecimento da mãe.

Fonte: Gazetaweb.


Bolsonaro sanciona a Lei do Gás; Novo marco regulatório do setor

Bolsonaro sanciona a Lei do Gás; Novo marco regulatório do setor

 

O presidente Jair Bolsonaro sancionou nesta quinta-feira (8) o Projeto de Lei 4.476 de 2020, que trata do novo marco regulatório do setor de gás. A matéria teve votação concluída no Congresso Nacional no dia 17 de março. A informação foi dada pela Secretaria-Geral da Presidência da República, que esclareceu que não houve vetos presidenciais à nova lei.

O texto aprovado prevê, entre outras medidas, a desconcentração do mercado, não permitindo que uma mesma empresa possa atuar em todas as fases, da produção e extração até a distribuição; e o uso de autorização em vez da concessão para a exploração do transporte de gás natural pela iniciativa privada.

O novo marco regulatório do gás diz ainda que as autorizações não terão tempo definido de vigência e podem ser revogadas somente a pedido da empresa nas seguintes situações: se ela falir ou descumprir obrigações de forma grave; se o gasoduto for desativado ou se a empresa interferir ou sofrer interferência de outros agentes da indústria do gás.

De acordo com as novas regras, caso haja mais de um interessado para a construção de um gasoduto, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) deverá realizar processo seletivo público.

Segundo o texto da lei, a ANP deverá acompanhar o mercado de gás natural para estimular a competitividade e reduzir a concentração, usando mecanismos como a cessão compulsória de capacidade de transporte, escoamento da produção e processamento; obrigação de venda, em leilão, de parte dos volumes de comercialização detidos por empresas com elevada participação no mercado; e restrição à venda de gás natural entre produtores nas áreas de produção.

O governo federal informou que as estimativas projetadas pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE) são de que este novo marco regulatório gere investimentos entre R$ 50 bilhões e R$ 60 bilhões, com a produção de gás natural triplicando até 2030. A nova Lei do Gás poderá gerar quatro milhões de empregos em cinco anos e acrescentar 0,5% de crescimento ao PIB nos próximos dez anos.

Fonte: Agência Brasil.

 


Esquema criminoso de donos de granjas envolvia servidores públicos

Esquema criminoso de donos de granjas envolvia servidores públicos

 

Um servidor da Agencia de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas (Adeal) é considerado foragido da polícia, após policiais militares cumprir um mandado de prisão em sua residência por envolvimento em uma esquema de corrupção ativa e passiva e de sonegação fiscal praticado por donos de granjas em Alagoas e Pernambuco.

Os policiais não encontraram o servidor em sua residência, no município de Ibateguara, na manhã desta quinta-feira (08). A operação ganhou o nome de Pirâmide Feudal devido a maneira como o esquema das organizações criminosas funcionavam.

De acordo com a Polícia, durante as investigações foi possível perceber que a atuação dos investigados se comparava como de uma pirâmide feudal.

Donos das Granjas – eram igualados aos Reis, que enriqueciam através da sonegação fiscal, adulteração de documentos e venda de frangos inapropriados para consumo mediante corrupção de Agente Público;

Donos das Avícolas – atuavam como o clero que em conjunto com a nobreza e os servos faziam de tudo para que suas compras chegassem em suas avícolas sem maiores problemas, sobretudo com as fiscalizações;

Lobistas e negociantes –  assemelhavam-se à nobreza, que faziam com que a organização criminosa funcionasse sonegando impostos, corrompendo pessoas, e sobretudo burlando as fiscalizações;

Segurança e Informantes –  e por fim, os envolvidos na parte de transporte e escolta  que seriam os servos que cooperavam para que a mercadoria chegasse a seu destino final.

Fonte: Cada Minuto.

 


Operação desarticula organização criminosa e prende cinco pessoas com R$ 100 mil em Arapiraca

Operação desarticula organização criminosa e prende cinco pessoas com R$ 100 mil em Arapiraca

 

 

A Secretaria de Segurança Pública deflagrou, na manhã desta quinta-feira (8), realizou operação para desarticular três organizações criminosas independentes, estruturalmente ordenadas e caracterizadas pela divisão de tarefas, responsáveis pela venda, aquisição e distribuição de aves com teórica sonegação de tributos devidos, com atuação em municípios de Alagoas e Pernambuco.

A ação integrada mobilizou as polícias Civil e Militar, com o objetivo de prender integrantes de três organizações criminosas que atuavam nas cidades de Arapiraca, Palmeira dos Índios, Ibateguara, São José da Tapera e Penedo, localizadas no estado de Alagoas, e nas cidades de Garanhuns e Correntes, localizadas no estado de Pernambuco.

Foram cumpridos 14 mandados de prisão e 20 de busca e apreensão, expedidos pela 17ª Vara Criminal da Capital.

A operação é fruto de um trabalho investigativo da Divisão Especial de Investigações e Capturas (DEIC), realizada de forma integrada com o Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv).

As organizações criminosas são responsáveis, em tese, pela prática de condutas graves, tais como a aquisição e distribuição de aves (frangos) em transportes irregulares, com ausência do cumprimento de requisitos sanitários, sonegação fiscal, corrupção ativa e passiva, falsificação de documentos, comercialização irregular de aves impróprias para consumo e comercialização de armas de fogo.

A operação ganhou o nome de “Pirâmide Feudal”, porque a estrutura das Orcrims comparava-se a de uma pirâmide, sendo os donos de granjas igualados aos reis, que enriqueciam através da sonegação fiscal, adulteração de documentos e venda de frangos inapropriados para consumo mediante corrupção de agentes públicos.

O efetivo participante para o cumprimento dos mandados durante a operação integrada foram empregados o BPRv, o Grupamento Aéreo e a DEIC.

Até o presente momento cinco pessoas foram presas. Todos os indivíduos e materiais apreendidos foram encaminhados para a sede da DEIC, no bairro da Santa Amélia, em Maceió, para a confecção dos procedimentos cabíveis.

A população é grande parceira das forças de segurança no combate ao crime em Alagoas e pode contribuir com o trabalho das polícias realizando denúncias sobre homicídios, tráfico de drogas, roubos, organizações criminosas e outros crimes por meio do Disque Denúncia.

As informações podem ser repassadas, de forma anônima e gratuita, por meio de ligações para o 181.

Fonte: SSP/AL.


Auxílio Emergencial: benefício negado pode ser contestado até o dia 12

Auxílio Emergencial: benefício negado pode ser contestado até o dia 12

A nova rodada do auxílio emergencial começou a ser paga esta semana, e quem teve o benefício negado pode contestar a decisão até o dia 12 de abril, segundo o Ministério da Cidadania. Os pedidos devem ser feitos no portal de consultas da Dataprev, que fornece a relação de quem teve o benefício liberado em 2021.

Mas, neste ano, a contestação não pode ser feita por qualquer beneficiário, apenas quem recebia o auxílio de R$ 600 ou a extensão de R$ 300 em dezembro do ano passado é que pode solicitar.

Em 2021, não foi aberta a possibilidade de solicitar o benefício para quem não recebeu no ano passado. Por isso, os valores serão pagos apenas para quem fez pedidos do benefício até 3 de julho do ano passado e foi aprovado..

Pedido de contestação auxílio emergencial

De acordo com orientações do governo, o pedido de contestação pode ser feito após o trabalhador fazer a consulta no site da Dataprev, estatal que cadastra os dados dos beneficiários, e constatar que teve o benefício cancelado.

Caso o resultado dê “inelegível”, a própria página oferecerá a opção de “contestar”, bastando o trabalhador clicar no botão correspondente.

O sistema aceitará somente pedidos considerados passíveis de contestação, que permitem a atualização das bases de dados da Dataprev, como:

  1. Data de nascimento errada;
  2. CPF não identificado;
  3. Informações incorretas sobre vínculos empregatícios;
  4. Recebimento de outros benefícios sociais e trabalhistas.
  5. Reavaliação

O Ministério da Cidadania também esclarece que, mesmo após o recebimento da primeira parcela, o auxílio emergencial pode ser cancelado. O governo fará um pente fino constante para verificar eventuais inconsistências ou irregularidades no pagamento do benefício.

Caso o pagamento seja cancelado, o beneficiário também poderá contestar a decisão no site da Dataprev. Também é possível reverter o cancelamento por meio de decisão judicial ou de processamentos de ofício realizados pelo Ministério da Cidadania.

Fonte: Todo Segundo.


Mais de 10 cidades alagoanas ficarão sem agências do Banco do Brasil

Mais de 10 cidades alagoanas ficarão sem agências do Banco do Brasil

Pelo menos 10 municípios alagoanos terão suas agências ou postos de atendimentos do Banco do Brasil fechados nos próximos dias no estado. Este levantamento é preliminar.

A diretoria nacional ainda não comunicou oficialmente quais serão agências e postos fechados, mas um levantamento da Associação dos Municípios Alagoas (AMA), com os prefeitos identificou que as agências de alguns municípios já haviam sido rebaixadas para Postos de Atendimento, já outros municípios terão os serviços completamente fechados nos próximos dias.

Segundo mapeamento preliminar feito pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf), serão pelo menos 160 unidades em todo país, sendo o Nordeste a região mais afetada.

Para o presidente da AMA, prefeito de Cacimbinhas, Hugo Wanderley, a medida do BB irá prejudicar economicamente os municípios e é preciso reverter essa situação.

“Isto é um retrocesso. O banco deveria cumprir o seu papel social. Vamos entrar em contato com a bancada federal para solicitar apoio e reverter a situação. O fechamento das agências e postos é ruim para economia local e durante pandemia estimula ainda mais a aglomeração e a circulação de pessoas entre os municípios, quando no momento o isolamento social é peça fundamental para evitar o contágio”, destacou o presidente Hugo Wanderley.

Agência transformada em PAA:

  • Batalha
  • Campo Alegre
  • Marechal Deodoro
  • Olivença
  • Pilar

Agências ou PAA com atividades encerradas:

  • Anadia
  • Barra de São Miguel
  • Coité de Noia
  • Dois Riachos
  • Estrela de Alagoas
  • Passo do Camaragibe
  • Pão de Açúcar
  • Paulo Jacinto
  • Porto Calvo
  • Porto de Real do Colégio
  • Maribondo.

Fonte: Todo Segundo.


CoronaVac é efetiva contra variante brasileira da Covid-19

CoronaVac é efetiva contra variante brasileira da Covid-19

 

A vacina CoronaVac, imunizante fabricado pelo Instituto Butantan e pela farmacêutica chinesa Sinovac, é 50% eficiente contra a variante P.1 da covid-19, que surgiu em Manaus e que já predomina em diversos estados do país. A efetividade em prevenir o adoecimento foi confirmada 14 dias após a aplicação da primeira dose.

O estudo foi feito com 67.718 trabalhadores da área da saúde de Manaus e foi divulgado ontem (7) pelo grupo Vebra Covid-19, que reúne pesquisadores de instituições nacionais e internacionais, secretarias estaduais de Saúde do Amazonas e de São Paulo e as secretarias municipais de Saúde de Manaus e São Paulo, apoiado pela Organização Pan-Americana de Saúde (Opas).

A pesquisa ainda não avaliou a efetividade após a aplicação da segunda dose, o que vai ser coletado agora, nas próximas semanas. “Na análise interina, a efetividade da CoronaVac foi de 50% na prevenção da doença sintomática pela covid-19”, diz o relatório do estudo preliminar.

“Esses resultados são encorajadores porque a CoronaVac continua sendo efetiva na redução do risco de doença sintomática em um cenário com > (maior que) 50% de prevalência da P.1”, diz o estudo. “Esses achados apoiam o uso contínuo dessa vacina no Brasil e em outros países com a circulação da mesma variante”, disseram os pesquisadores.

Para o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, as pesquisas de campo estão comprovando a eficiência da vacina, assim como foi determinada a eficácia pelos estudos clínicos. “Se após a primeira dose a eficácia é 50%, espera-se que após a segunda dose esse percentual suba substancialmente”, disse Covas, citando outro estudo, feito no Chile, onde a CoronaVac também está sendo aplicada na população, que aponta uma diminuição na internação e nos óbitos de pessoas com mais de 70 anos.

A CoronaVac é uma vacina composta de vírus inativado, o que significa que ela possui todas as partes do vírus. Isso pode gerar uma resposta imune mais abrangente em relação ao que ocorre com outras vacinas que utilizam somente uma parte da proteína Spike (proteína utilizada pelo coronavírus para infectar as células). A vacina é aplicada em duas doses, com intervalo entre 14 e 28 dias.

Fonte: Gazetaweb.


Delegado e o filho morrem vítimas da Covid-19 com horas de diferença em AL

Delegado e o filho morrem vítimas da Covid-19 com horas de diferença em AL

 

 

O delegado da Polícia Civil Jorge Barbosa de Almeida, que comandou a Delegacia Regional de Penedo, morreu vítima da Covid-19, na noite dessa quarta-feira (7), horas após perder um filho de 41 anos para a mesma doença.

O filho, Jorge Barbosa de Almeida Júnior, estava internado no Hospital Veredas, em Maceió, tratando das complicações decorrentes da Covid-19. A morte dele ocorreu ainda na manhã de ontem; poucas horas depois, o pai dele perdeu a luta contra a doença.

Segundo o portal Aqui Acontece, a família retornava do sepultamento de Jorge Barbosa de Almeida Júnior, ocorrido por volta das 17 horas, no cemitério Parque das Flores, quando chegou a notícia de que o delegado também tinha entrado em óbito.

Ainda não há informações sobre o velório e sepultamento do delegado, que deve seguir os protocolos sanitários determinados devido à pandemia.

A Associação dos Delegados da Polícia de Alagoas (Adepol/AL) emitiu nota de pesar pelo falecimento do delegado e manifestou solidariedade à família.

O último período em que o delegado Jorge Barbosa esteve à frente da Delegacia de Penedo chegou ao fim no ano de 2009, ocasião em que ele foi substituído pelo delegado José Lindenberg e designado para uma nova missão na cidade de Satuba.

Fonte: Gazetaweb.


Bolsonaro diz que pode ‘mudar política de preços’ da Petrobras

Bolsonaro diz que pode ‘mudar política de preços’ da Petrobras

 

 

O presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) criticou nesta terça-feira (7) os reajustes de preços de combustíveis e disse ser “inadmissível” o aumento de 39% no gás natural anunciado pela Petrobras na segunda-feira. Afirmou que não vai interferir, mas disse que pode mudar a “política de preços” da estatal com o apoio da Câmara dos Deputados.

“É inadmissível anunciar o reajuste de 39% do gás [natural]. Que acordos foram esses? Que contratos são esses? Foram feitos pensando no Brasil pelo período de 3 meses. Não vou interferir, mas podemos mudar essa política de preços lá’”, afirmou.

O aumento do gás natural é mais um anunciado pela Petrobras nos últimos dias. Na sexta-feira, a petroleira anunciou uma reajuste de 5% do gás de cozinha.

Bolsonaro tem criticado publicamente o aumento dos preços dos combustíveis. Em fevereiro, decidiu indicar o general Joaquim Silva e Luna para substituir Roberto Castello Branco no comando da Petrobras porque se mostrou insatisfeito aumento do preço do diesel e da gasolina. .

Além da troca na Petrobras, a gestão Bolsonaro promoveu mudanças no comando de importantes estatais. André Brandão renunciou ao cargo de presidente do Banco do Brasil e Wilson Ferreira Junior deixou o comando da Eletrobras.

Castello Branco, Brandão e Ferreira Junior eram nomes que tinham o respaldo do ministro da Economia, Paulo Guedes, e do mercado financeiro. Não à toa a troca de comando das estatais já provocou perdas bilionárias para as empresas na bolsa de valores.

Nesta quarta-feira, a fala de Bolsonaro voltou a repercutir no mercado financeiro. O dólar subiu 0,74%, cotado a R$ 5,6404.

 

Crítica durante posse de novo diretor

Na cerimônia de posse do novo diretor-geral brasileiro de Itaipu, realizada na tarde desta quarta em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, Bolsonaro afirmou que encaminhará novamente um projeto de lei que tem o objetivo de dar transparência à política de preços no país.

“Vocês [consumidores] precisam saber quanto o Governo Federal arrecada de imposto em cada combustível e quanto os governos estaduais recebem de impostos dos mesmos combustíveis. Isso é pedir muito? A previsibilidade é para vocês consumidores”, disse.

“Estou querendo interferir em uma estatal, na política de preços ou estou querendo transparência dessa estatal?”, acrescentou.

Segundo o presidente, o projeto deve ser colocado em pauta na Câmara em um prazo de 15 a 20 dias.

“Pelo projeto de lei queremos que o valor do imposto não seja único para os combustíveis em todo o Brasil, mas que seja um valor fixado em cada estado e cada governador se responsabilize, junto com o presidente, no valor cobrado de imposto de cada item”, concluiu.

Fonte: Gazetaweb.


Ministério da Saúde autoriza custeio de novos leitos de UTI da Covid-19 para Alagoas

Ministério da Saúde autoriza custeio de novos leitos de UTI da Covid-19 para Alagoas

 

O Ministério da Saúde (MS) autorizou o custeio de novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para Alagoas e outros 13 estados da federação. No total, serão mais 1.497 UTI adulto e 5 leitos de UTI pediátrica. O número destinado ao estado, no entanto, não foi especificado.

A autorização, em caráter excepcional e temporário, é mais uma ação da pasta em apoio aos estados, Distrito Federal e municípios para reforço do Sistema Único de Saúde (SUS) no enfrentamento da pandemia.

A estrutura hospitalar está sendo reforçada em vários municípios nos estados de Alagoas, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo, conforme portarias publicadas no Diário Oficial da União (DOU). O valor do repasse mensal será de mais de R$ 72 milhões, retroativo à competência de março de 2021.

A autorização de leitos de UTI covid-19 ocorre sob demanda dos estados, que têm autonomia para disponibilizar e financiar quantos leitos forem necessários. Apesar disso, o Ministério da Saúde, em decorrência do atual cenário de emergência, disponibiliza recursos financeiros e auxílio técnico para o enfrentamento da doença.

COMO FUNCIONA A AUTORIZAÇÃO

O pedido de autorização para o custeio dos leitos covid-19 é feito pelas secretarias estaduais e municipais de saúde, que garantem a estrutura necessária para o funcionamento dessas unidades.

Para a autorização, basta que estados e municípios cadastrem a solicitação na plataforma SAIPS observando os requisitos necessários. Os critérios são objetivos, para dar celeridade e legalidade ao processo e garantir o recurso necessário o mais rápido possível.

Entre os aspectos observados nas solicitações de autorização estão a curva epidemiológica do coronavírus na região, a estrutura para manutenção e funcionamento da unidade intensiva e corpo clínico para atuação em UTI.

Fonte: Estadão Alagoas.

 


Alagoas já aplicou 388.003 doses das vacinas contra a Covid-19

Alagoas já aplicou 388.003 doses das vacinas contra a Covid-19

Em Alagoas, ao todo, 388.003 doses das vacinas contra a Covid-19 foram administradas. A atualização, que apresenta os dados mais recentes, foi divulgada nesta quarta-feira (7). Desse total, 314.837 pessoas foram vacinadas com a primeira dose, e 73.166 imunizadas com a segunda dose.

Confira as remessas enviadas pelo Ministério da Saúde::

1ª remessa – CoronaVac – 87.760;
2ª remessa – Oxford – 27.500;
3ª remessa – CoronaVac 12.600;
4ª remessa – CoronaVac – 34.800;
5ª remessa – CoronaVac/Aztrazeneca – 37.400;
6ª remessa – CoronaVac – 28.800;
7ª remessa – CoronaVac – 32.000;
8ª remessa – CoronaVac – 60.600;
9ª remessa – CoronaVac/AstraZeneca – 88.200;
10ª remessa – CoronaVac/AstraZeneca – 70.200.

A vacinação em Alagoas segue as fases prioritárias designadas pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), por meio do Programa Nacional de Imunização em Alagoas (PNI/AL), com apoio técnico do Conselho Municipal de Secretarias de Saúde de Alagoas (Cosems/AL).

Fonte: Estadão Alagoas.


Nova rodada do Auxílio Emergencial deve injetar R$ 718 milhões em Alagoas

Nova rodada do Auxílio Emergencial deve injetar R$ 718 milhões em Alagoas

 

 

A nova rodada de pagamentos do Auxílio Emergencial deve injetar R$ 718,2 milhões na economia de Alagoas. O cálculo leva em conta que 718.201 alagoanos devem ser beneficiados com os recursos. Os pagamentos variam entre R$ 150 para pessoas que moram sozinha e R$ 375 para mulheres chefes de família.

Por mês, serão cerca de R$ 179,5 milhões circulando na economia do Estado. O cálculo do número de beneficiários foi feito pelo Movimento Rede Renda Básica Que Queremos, que é uma organização que reúne entidades, como sindicatos e ONGs. Para chegar a estes números, eles analisaram os dados do Governo Federal e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A nova rodada do programa equivale a 21,4% da população do Estado. Ou seja, a cada cinco alagoanos, um deve receber, novamente, o Auxílio Emergencial. Na comparação com a rodada paga no ano passado, 513.713 alagoanos devem ser cortados da folha de pagamento do programa. O governo federal anunciou na quinta-feira (1) que os beneficiários do Auxílio Emergencial começam a receber na próxima terça-feira (6) a primeira das quatro parcelas do novo auxílio emergencial.

O governo federal prevê conceder o benefício a cerca de 45,6 milhões de pessoas, este ano. Os recursos serão depositados nas contas digitais abertas pela Caixa para os beneficiários no ano passado. Na terça-feira, começam a receber os trabalhadores informais, microempreendedores individuais, desempregados e outras pessoas afetadas pela pandemia da covid-19 nascidas no mês de janeiro, além de integrantes do Cadastro Único do governo federal. Beneficiários do Bolsa Família receberão de acordo com o calendário habitual do programa, que, em abril, começa a ser pago no dia 16. As pessoas não terão direito a sacar os recursos no mesmo dia em que receberem, conforme explicou o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, durante anúncio feito no Palácio do Planalto.

O objetivo do escalonamento é motivar as pessoas a usarem os dispositivos digitais e, assim, evitar a ida a bancos e agências lotéricas. “Nossa expectativa é que mais da metade das pessoas realize o pagamento de contas digitalmente”, disse Guimarães.

“Já temos tudo muito bem organizado. Vamos minimizar as filas, pagando o mais rápido possível, com o mínimo de aglomeração possível”, acrescentou.

Cerca de R$ 44 bilhões foram destinados ao auxílio emergencial por meio da promulgação da Emenda Constitucional 109/2021, a chamada PEC Emergencial. A emenda constitucional abriu caminho para que o governo federal ultrapasse o limite do teto de gastos, sem comprometer a meta de resultado fiscal primário e sem afetar a chamada regra de ouro (espécie de teto de endividamento público para financiar gastos correntes).

Do valor total estabelecido pelo Congresso Nacional, R$ 23,4 bilhões serão destinados ao público já inscrito em plataformas digitais da Caixa, R$ 6,5 bilhões para integrantes do Cadastro Único do Governo Federal e R$ 12,7 bilhões para os atendidos pelo Bolsa Família. Durante o anúncio do retorno do programa, o presidente Jair Bolsonaro voltou a defender a necessidade de retomada de atividades comerciais. “Tínhamos e temos dois inimigos: o vírus e o desemprego. E não é ficando em casa que vamos solucionar este problema”, declarou o presidente, criticando as medidas que restringem o funcionamento de atividades consideradas não essenciais.


Senado aprova projeto para prorrogar declaração do Imposto de Renda até julho

Senado aprova projeto para prorrogar declaração do Imposto de Renda até julho

 

 

O Senado Federal aprovou nesta terça-feira (6), em votação simbólica, o projeto de lei que prorroga o prazo para declaração do Imposto de Renda de 2021 por causa da pandemia de covid-19. O texto, aprovado com emendas que alteraram o parcelamento dos valores restantes após a declaração, agora voltará à Câmara dos Deputados para revisão.

Caso seja aprovado e sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), a proposta vai prorrogar a declaração em 91 dias, estabelecendo a data final para o dia 31 de julho de 2021. O prazo atual se encerra no dia 30 de abril.

A proposta foi formulada em decorrências de possíveis dificudades que cidadãos e pequenos empresários teriam para declarar o imposto em meio ao fechamento generalizado de comércios e serviços causado pela segunda onda da pandemia no Brasil.

“Isso se mostra fundamental em um momento que os atores econômicos estão impossibilitados de manter seu funcionamento normal e também para que os contribuintes possam ter tempo hábil para conseguir todos os documentos exigidos para o preenchimento correto da declaração”, justificou o autor da proposta, deputado Rubens Bueno (CIDADANIA-PR).

O Congresso já havia prorrogado o prazo em 2020, também por causa das dificuldades causadas aos declarantes com a pandemia. No ano passado, foram 60 dias de prorrogação, com o prazo se encerrando em 30 de junho de 2020.

Fonte: Todo Segundo.