Saiba quais as agências do BB que fecham as portas em AL

Saiba quais as agências do BB que fecham as portas em AL

Após o anúncio do fechamento de agências do Banco do Brasil, cinco unidades devem ser fechadas no estado, segundo o Sindicato dos Bancários de Alagoas. Quatro delas devem ser convertidas em Postos de Atendimento Avançado (PAA) e a outra terá os atendimentos encerrados. Outros quatro postos já existentes também devem deixar de funcionar, todos no interior de Alagoas. As mudanças ocorrerão até o início de fevereiro.

A agência que deve fechar permanentemente é a que fica localizada na Avenida Gustavo Paiva, na capital alagoana. Serão convertidas em PAAs as agências de Pão de Açúcar, Campo Alegre, Pilar e Porto Calvo.

Os postos de atendimento já existentes nos municípios de Barra de São Miguel, Anadia, Coité do Nóia e Dois Riachos devem ter as portas fechadas. Mais de cem funcionários devem ser remanejados internamente no banco, com alguns correndo risco de desligamento.

“Essa medida tomada só traz enorme prejuízo à sociedade”, disse Márcio dos Anjos, presidente do Sindicato dos Bancários de Alagoas. O fechamento das agências prejudicará a população local, a economia e o próprio banco, segundo ele. “Pode ter lotérica, correspondente, mas não atende à população. A demanda continuará a mesma ou até mesmo maior, com menos um local para atender”.

Os mais de cem funcionários que trabalham nestas agências e postos serão remanejados dentro da empresa, e provavelmente irão trabalhar em outros municípios. “Esse funcionário vai ficar boiando, sem saber pra onde vai”, disse Márcio. Em último caso, alguns deles podem passar por desligamento do Banco do Brasil.

Márcio apresentou particular preocupação com aposentados e pensionistas dos municípios que, agora, ficarão sem agências bancárias. “Terá de ir para outro município, onde, em alguns casos, correm risco de morte durante o percurso, além do perigo de serem roubados na volta”, disse.

“O pessoal de Maribondo já vinha para cá”, relata Mateus Bispo, que mora em Anadia, onde fica o único PAA do Banco do Brasil em muitos quilômetros. “Agora o pessoal de lá, e nós, vamos ter que ir para Boca da Mata, não fica tão perto”, afirma.


AM começa a transferir pacientes com Covid; AL disponibiliza leitos

AM começa a transferir pacientes com Covid; AL disponibiliza leitos

Os 235 pacientes de Manaus que deverão ser transferidos para hospitais de outros estados começaram a ser levados em voos da Força Aérea Brasileira (FAB) na manhã desta sexta-feira (15). O Ministério da Defesa informou que há voos programados ainda hoje para Maranhão, Piauí, Rio Grande do Norte e Paraíba. Hospitais de Goiás e Brasília também deverão receber os pacientes. Alagoas também disponibilizou leitos para os pacientes do Amazonas.

As transferências ocorrem em meio ao colapso do sistema de saúde amazonense, após recorde das internações por Covid-19 no estado. Sobrecarregados, os hospitais ficaram sem oxigênios para pacientes. O G1 registrou nesta quinta-feira (14) cenas de médicos transportando cilindros nos próprios carros para levar ao hospital e familiares tentando comprar o insumo. Cemitérios estão lotados e instalaram câmaras frigoríficas.

No início da manhã desta sexta, nove pacientes embarcaram no primeiro voo da FAB, que partiu da Base Aérea de Manaus para Teresina, como informou o Comandante da Ala 8 da Base Aérea de Manaus, Brigadeiro do Ar Luiz Guilherme da Silva Magarão. Inicialmente, 13 passageiros seriam transferidos, mas quatro estavam instáveis e não puderam viajar.

A FAB e o governo do estado não detalharam quantos serão os voos para transferir os pacientes e nem quantos dias esta operação deverá durar.

“A operação aqui com os passageiros envolveu a preparação da aeronave, que é um C-99, para que ela ficasse com oxigênio disponibilizado, e isso limitou a capacidade da aeronave para até 15 pacientes. A operação é delicada, por isso demorou quase uma hora para que a gente conseguisse fazer o embarque dos pacientes nessa missão”, disse.

Cilindros de oxigênio e toque de recolher

Na madrugada desta sexta, dois aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) carregados com cilindros de oxigênio chegaram a Manaus. Os voos partiram de Guarulhos, na Grande São Paulo, para ajudar na crise de saúde que assola o estado do Amazonas.

No total, 386 cilindros de oxigênio foram transportados, com mais de 18 toneladas. Eles serão utilizados pelos hospitais do estado no atendimento aos pacientes da Covid-19.

Também a partir desta sexta-feira, o Amazonas iniciou toque de recolher por 10 dias como tentativa de conter a propagação do vírus. Ninguém pode sair de casa entre 19h e 6h.


Ex-prefeito de Girau do Ponciano é condenado a 22 anos de prisão por comandar desvio de mais de R$ 5 milhões

Ex-prefeito de Girau do Ponciano é condenado a 22 anos de prisão por comandar desvio de mais de R$ 5 milhões

O ex-prefeito do município de Girau do Ponciano foi condenado a mais de 22 anos de prisão por comandar o esquema fraudulento que desvio de verba os cofres públicos. De acordo com o Ministério Público Estadual (MPE), que moveu a ação contra o ex-gestor e mais seis pessoas e duas empresas, o grupo coordenou um desvio de mais de R$ 5 milhões.

O ex-prefeito, Fábio Rangel Nunes de Oliveira e Valdemir Aurélio de Oliveira – tio dele – e mais cinco pessoas, cujos nomes serão preservados porque elas aderiram ao instituto da colaboração premiada, são acusados de desviar dinheiro público por meio de licitações fraudadas para suposta aquisição de medicamentos, entre os anos de 2011 e 2013.

Segundo o Ministério Público, duas empresas do ramo de distribuição de medicamentos eram utilizadas para emissão de notas fiscais falsas. Elas atestavam a suposta venda dos medicamentos e insumos, porém, esse material nunca chegou às unidades de saúde da Prefeitura de Girau. Como contrapartida por terem aceitado participar do esquema, os proprietários das duas empresas eram contemplados com pagamentos de propinas. “Trata-se de uma organização criminosa formada por agentes públicos e empresários, onde todas as ilicitudes têm provas contundentes. Os donos das empresas fechavam acordo com o prefeito, e recebiam um percentual de 10 e 20% sobre os valores dos pagamentos equivalentes às mercadorias jamais fornecidas, o que servia de cortina para o desvio dos recursos públicos”, afirmou o Gaeco num trecho da denúncia.

Ainda segundo o MPAL, além das notas frias, também aconteciam pagamentos diretos ao ex-prefeito Fábio Rangel de uma propina de 10% sobre o valor da compra das mercadorias efetivamente entregues. Inclusive, a prática criminosa começou por meio desse esquema, só depois tendo evoluído para o uso de notas frias.

A condenação em regime fechado

Os réus foram condenados recentemente, a pedido do Gaeco, pelo colegiado de juízes da 17ª Vara Criminal da Capital, que tem competência para atuar no combate ao crime organizado.

Sobre a culpabilidade de Fábio Rangel, o Judiciário alegou que “os relatos dos autos demonstram premeditação e planejamento do crime” e que, após a instrução processual, “ficou consignado que a contratação das empresas havia sido acertada previamente”, o que gerou “consequências sérias e graves, uma vez que os recursos públicos subtraídos e desviados foram orçados para custear a saúde coletiva do município de Girau do Ponciano”.

Em razão disso, o ex-prefeito teve pena fixada em 22 anos, 7 meses e 20 dias de reclusão, devendo ser cumprida no regime inicialmente fechado. Pelas mesmas razões já expostas, os magistrados também aplicaram pena de multa de 884 dias-multa, cada um no valor de 1/30 (um trigésimo) do salário mínimo vigente.

Os atos criminosos imputados a ele são de corrupção passiva, falsidade ideológica, organização criminosa e crime de responsabilidade de prefeitos. Este último, previsto no Decreto Lei nº 201 de 27 de Fevereiro de 1967.

Valdemir Aurélio de Oliveira, tio do ex-prefeito, foi condenado pelos mesmos crimes a 16 anos, 11 meses e 15 dias de reclusão, cuja pena também deverá ser cumprida em regime inicialmente fechado. Já a multa imposta contra ele foi de 251 dias-multa, cada um no valor de 1/30 (um trigésimo) do salário mínimo vigente.

Os demais acusados tiveram penas aplicadas que variam entre quatro anos e nove meses e 19 anos de reclusão.


GEAP Saúde é condenada em R$ 7 mil por negar medicamento a paciente com câncer

GEAP Saúde é condenada em R$ 7 mil por negar medicamento a paciente com câncer

A GEAP Autogestão em Saúde foi condenada a pagar indenização de R$ 7 mil por negar fornecimento de remédio a uma paciente com câncer. A decisão é da juíza Eliana Normande Acioli, da 8ª Vara Cível de Maceió.

De acordo com os autos, a paciente é portadora de um tipo raro de câncer que afeta a medula. Diante do diagnóstico, em caráter de urgência, a médica da mulher indicou o remédio Ruxolitinibe (Jakavi) para uso contínuo e diário, uma vez que ele teria a função de bloquear a evolução da doença para um quadro de leucemia aguda.

A GEAP negou o fornecimento do medicamento, alegando que ele não está previsto no rol da Agência Nacional de Saúde Complementar (ANS).

A paciente afirmou nos autos não ter condições de comprar o remédio, que tem valor médio de R$ 22 mil a caixa. Por esse motivo, ingressou com ação na Justiça. Uma liminar concedida em 2017 determinou o fornecimento da medicação.

Para a juíza Eliana Acioli, os planos de saúde não podem escolher o tratamento adequado para cada paciente. “A justificativa apresentada pelo plano de saúde para a negativa de cobertura não se mostra plausível, uma vez que, de acordo com o entendimento pacífico dos tribunais superiores, não é dado ao plano de saúde escolher qual é o procedimento mais indicado ao paciente, quando houver indicação do tratamento pelo profissional responsável”.

Ainda segundo a magistrada, a autora sofreu um abalo moral por conta da negativa do plano de saúde em fornecer o medicamento. “Nesse caso, entendo que a saúde da autora foi posta em risco”.


Mulher é estuprada após encontro com homem que conheceu no Instagram

Mulher é estuprada após encontro com homem que conheceu no Instagram

Uma mulher foi vítima de um estupro, na noite dessa quinta-feira (14), em Arapiraca, Agreste de Alagoas. Ela relatou à polícia que o abuso sexual aconteceu durante um encontro com um homem que conheceu no Instagram. Ninguém foi preso até o momento.

De acordo com o Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv), guarnições realizavam operação policial em um trecho da AL-115, no bairro Bom Sucesso, em Arapiraca, quando foram abordadas pela vítima, que relatou ter sido estuprada por um homem que mantinha contato pela internet.

Ela relatou, ainda, que o suspeito a levou para um motel, onde o crime aconteceu. Em seguida, ele fugiu. Militares, por sua vez, realizaram rondas, mas, até o momento, o autor não foi localizado.

Em meio à situação, a vítima foi conduzida para a Delegacia de Igaci, para a realização dos procedimentos cabíveis.


Ministro japonês vê incerteza, mas diz que Olimpíadas podem acontecer de “qualquer jeito”

Ministro japonês vê incerteza, mas diz que Olimpíadas podem acontecer de “qualquer jeito”

O ressurgimento global do COVID-19, incluindo níveis recordes de infecção no Japão, levantou novas dúvidas sobre os Jogos, que foram adiados por um ano em 2020. Na quarta-feira, o governo japonês ampliou o estado de emergência bem além da região de Tóquio. Novas infecções por coronavírus na capital ultrapassaram 1.500 na quinta-feira, de acordo com a emissora pública NHK.

O apoio da população também diminuiu. Em uma pesquisa realizada nesta semana, 77% dos entrevistados disseram que as Olimpíadas deveriam ser canceladas ou adiadas. O primeiro-ministro Yoshihide Suga, porém, se mantém firme na realização dos Jogos.

Suga afirmou não ter ouvido nada sugerindo que os Jogos não iriam adiante e que o planejamento estava “indo a todo vapor”.

Ainda que as Olimpíadas comecem no dia 23 de julho, como planejado, os organizadores podem ter que limitar o número de espectadores como forma de proteção contra o coronavírus. O Japão também teria que aliviar os rígidos controles de imigração que impedem a maioria dos estrangeiros de entrar no país. Yoshiro Mori, presidente do Comitê Organizador de Tóquio 2020, disse este mês que uma decisão sobre a presença de público deverá ser tomada em fevereiro ou março.


Análise: atuação pífia escancara leque de problemas e urgência de mudanças no Fluminense

Análise: atuação pífia escancara leque de problemas e urgência de mudanças no Fluminense

Noite para esquecer. A goleada por 5 a 0 para o Corinthians – a pior do Fluminense na história do confronto – não só joga um balde de água fria na torcida, após a virada no Fla-Flu, como também escancara uma série de fragilidades. Apático, o time apenas assistiu à equipe paulista jogar e, caso não vire a chave rapidamente, poderá adiar o sonho de voltar à Libertadores. Até porque o Tricolor está no limite da zona de classificação e a principal ameaça é justamente o adversário desta quarta-feira.

Para começar a (extensa) lista de problemas é preciso falar da escalação. Ailton e Marcão optaram por repetir o time que começou o clássico contra o Flamengo. E, apesar da vitória nos acréscimos na semana passada, a equipe não jogou bem. Longe disso. Conseguiu a virada a partir de erros dos adversários e de uma mudança de postura no 2º tempo, o que não aconteceu contra o Corinthians, quando esteve perdida e entregue durante os 90 minutos.

Noite para esquecer. A goleada por 5 a 0 para o Corinthians – a pior do Fluminense na história do confronto – não só joga um balde de água fria na torcida, após a virada no Fla-Flu, como também escancara uma série de fragilidades. Apático, o time apenas assistiu à equipe paulista jogar e, caso não vire a chave rapidamente, poderá adiar o sonho de voltar à Libertadores. Até porque o Tricolor está no limite da zona de classificação e a principal ameaça é justamente o adversário desta quarta-feira.

Para começar a (extensa) lista de problemas é preciso falar da escalação. Ailton e Marcão optaram por repetir o time que começou o clássico contra o Flamengo. E, apesar da vitória nos acréscimos na semana passada, a equipe não jogou bem. Longe disso. Conseguiu a virada a partir de erros dos adversários e de uma mudança de postura no 2º tempo, o que não aconteceu contra o Corinthians, quando esteve perdida e entregue durante os 90 minutos.

No ataque, faltou aproximação. Fred esteve em noite ruim, assim como os companheiros, mas jogou sozinho. Ou melhor, tentou jogar. Wellington Silva foi peça nula mais uma vez. Pouco apareceu e, quando teve a bola, não produziu. Tanto ele, como Michel Araújo precisam se movimentar, dar opção e aparecer para, ao menos, tentar tabelar com o camisa 9. O Fluminense praticamente não deu trabalho à organizada defesa montada por Mancini.

Escalação, peças, postura… O que mais deu errado na goleada sofrida pelo Corinthians?

As substituições também não surtiram efeito. Ailton voltou para o 2º tempo com Nenê e Lucca nas vagas de Hudson e Michel Araújo. Sem o uruguaio, que também não fazia boa partida e precisou colocar bolsas de gelo na coxa, a equipe conseguiu ficar ainda mais lenta e previsível. O meio de campo era facilmente desarmado e deixava a defesa constantemente desprotegida.

As outras peças acionadas – Caio Paulista e Martinelli nos lugares de Wellington Silva e Fred – também não conseguira ajudar. Quando entraram, o estrago já estava feito, e o time, completamente despedaçado, já perdia por 4 a 0. De camarote, ainda assistiram Luan marcar mais um.

A facilidade com que o Corinthians chegou à área de Marcos Felipe, que inclusive falhou no primeiro gol, foi assustadora. Principalmente ao pensar que as duas equipes brigam pelo mesmo objetivo no Campeonato Brasileiro. O Fluminense tem até sábado para apagar a noite desta quarta-feira e se reencontrar. Desde que Odair deixou o clube, são 4 pontos conquistados em 20 disputados. Além de um futebol fraquíssimo…

Com 43 pontos e em sétimo lugar, o time ainda briga por uma vaga na Libertadores. Mas, se repetir o que fez em São Paulo, pode ver o sonho virar pesadelo: e deixar escapar a chance de voltar à competição continental mesmo em um ano de provável G-8.


Aulões de revisão da Maratona Enem serão transmitidos em TV aberta

Aulões de revisão da Maratona Enem serão transmitidos em TV aberta

Em fase final de preparação para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), agendadas para os dias 17 e 24 de janeiro, a TV Brasil, emissora pública da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), vai transmitir, ao vivo, quatro aulões preparatórios. A iniciativa é fruto da parceria entre o Ministério das Comunicações, a EBC e o Governo do Distrito Federal (GDF).

Fábio Faria, Ministro das Comunicações, disse em audiência: “Estamos anunciando uma parceria da EBC, em que vamos transmitir quatro aulões do Enem na TV aberta, na TV Brasil. Serão nas quintas-feiras, dias 14 e 21, e nos sábados 16 e 23, sempre das 14h às 18h”. A TV Brasil também vai transmitir, ao vivo, a correção das provas do Enem.

Os aulões preparatórios fazem parte da Maratona Enem, iniciativa da Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEE/DF), que oferece um repositório de conteúdos e vídeos na internet apresentados pelos próprios docentes da rede pública de ensino. Com a transmissão pela TV Brasil, a expectativa é que estudantes de todo país possam acompanhar a revisão dos conteúdos.

Glen Valente, diretor-presidente da EBC, ressaltou a importância do projeto: “Essa parceria que a gente tem hoje em relação ao governo federal, e ao GDF, é um símbolo que a gente mostra o foco no cidadão. A EBC é uma ferramenta que a gente pode fazer essa contribuição”.

Além do sinal em TV Aberta, os estudantes vão poder acompanhar o canal da emissora no YouTube. Conforme informado pelo governo, a transmissão vai contar com um QR Code que direcionada para o repositório online de materiais que podem ser baixados pelo estudante.


Secretaria de Segurança reforça operação integrada no combate à criminalidade em Palmeira dos Índios

Secretaria de Segurança reforça operação integrada no combate à criminalidade em Palmeira dos Índios

Dando continuidade às ações estratégicas de repressão ao crime, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) realizou mais uma operação integrada. A ação ocorreu na noite desta quarta-feira (13) em Palmeira dos Índios.

A ação contou com a participação de diversas unidades das Polícias Civil e Militar e foi coordenada pelo próprio secretário de Segurança Pública, Alfredo Gaspar de Mendonça, e teve como objetivo principal reprimir a criminalidade e promover mais segurança no município.

“Hoje fizemos um apanhado de várias notícias recebidas pelo Disque Denúncia sobre ocorrências em Palmeira dos Índios, que resultou neste trabalho integrado. Estamos patrulhando a cidade, aprofundando as investigações e mostrando à população que essa união de forças traz resultados”, disse o secretário.

A operação segue os mesmos moldes das anteriores, também coordenadas pelo secretário, ocorridas em União dos Palmares e Penedo, onde guarnições da Polícia Militar e da Polícia Civil realizaram abordagens em locais públicos com concentração de pessoas, em veículos e em estabelecimentos comerciais.

Antes de partirem para Palmeira dos Índios, as equipes reuniram-se na sede do 3° Batalhão em Arapiraca, para evitar que a movimentação afastasse os meliantes antes da chegada dos policiais.

As abordagens ocorreram nas duas entradas do município e nos bairros Alto do Cruzeiro, Vila Maria e Centro, por contar com maior incidência de crimes. Durante as abordagens, os policiais apreenderam ainda duas máquinas caça níquel.

Participaram da ação, além do secretário Alfredo Gaspar, o delegado geral da Polícia Civil, Paulo Cerqueira, o tenente coronel Azevedo, comandante do CPAI-II, além de policiais militares do 10° Batalhão, do Batalhão de Radiopatrulha (BPRp), do Batalhão de Operações Especiais (Bope), do Pelopes, além do do Grupamento Aéreo, agentes da Divisão Especial de Investigação e Capturas (DEIC), da Asfixia e do Tigre.


Santos dá show, vence o Boca e está na final da Libertadores

Santos dá show, vence o Boca e está na final da Libertadores

Foi uma noite mágica do Santos na Vila Belmiro. Ainda mais do que a do dia 16 de dezembro de 2020, quando o Peixe venceu o Grêmio por 4 a 1 e se classificou à semifinal da Libertadores. Nesta quarta-feira (13), o Alvinegro não tomou conhecimento do Boca Juniors (ARG) e com um placar clássico, de 3 a 0, garantiu o seu lugar na final do principal torneio sul-americano.

Na Vila Belmiro, o Santos foi superior aos argentinos durante os 90 minutos, abriu o placar ainda no primeiro tempo, com Diego Pituca, e garantiu o marcador no início da etapa final, com tentos anotados por Soteldo e Lucas Braga.

O Peixe está agora a uma partida do seu quarto titulo continental, e a decisão acontecerá no dia 30 de janeiro, contra o Palmeiras, no mesmo estádio do Maracanã.

INÍCIO AVASSALADOR DO PEIXE

Assim como no confronto de volta das quartas de final, contra o Grêmio, na Vila Belmiro, o Santos não tomou conhecimento do adversário ainda nos primeiros segundos de jogo. Se contra o Tricolor Gaúcho, o primeiro dos quatro gols do 4 a 1 saiu aos 11 segundos, contra o Boca aos 30 segundos de jogo Marinho abriu o compasso pelo lado direito de campo e acertou a trave desta do goleiro Andrada. Por muito pouco, novamente o Alvinegro não abre o placar antes do primeiro minuto de partida.

PEIXE ABRE O PLACAR

E não demorou muito para que o Peixe fizesse o primeiro gol. Aos 15 minutos do primeiro tempo, Soteldo alçou bola na área, após bate e rebate, com a bola inclusive batendo na mão do zagueiro López, do Boca, a redonda sobrou para Diego Pituca girar na entrada da pequena área e bater no contra pé do goleiro Andrada. Foi o primeiro gol desta semifinal.

PEIXE CONTROLA AS AÇÕES

Após marcar o primeiro gol, o Santos diminuiu o seu ímpeto defensivo, mas soube se posicionar defensivamente. Com a linha de zaga bem postada, o Peixe mal deixou o Boca Juniors chegar ao seu gol. A única investida um tanto quanto perigosa dos argentinos aconteceu aos 33 minutos do primeiro tempo, quando Lucas Veríssimo dividiu e cabeça com Eduardo Sálvio e levou a pior, na sequência da jogada Villa tirou tinta do gol de João Paulo.

Tanto o Santos dominou as ações ofensivas e controlou bem as defensivas nos primeiros 45 minutos, que a etapa inicial de jogo terminou com 11 finalizações santistas (quatro no gol), contra duas do Boca (nenhuma na meta de João Paulo).

GOL DE CAMISA 10

Emblemático é o camisa 10 do Santos marcar um golaço, na Vila Belmiro, em uma semifinal da Libertadores. E isso aconteceu logo aos 3 minutos do segundo tempo. Soteldo, que não vinha fazendo uma grande partida, recebeu a bola pelo lado esquerdo do gramado, abriu o compassou e encheu o pé esquerdo no ângulo direito do goleiro Andrada. Com a camisa que imortalizou o Rei Pelé, o venezuelano aumentou a passada santista rumo à final da Libertadores.

GOL DE TORCEDOR

Mais emblemático do que um gol de um camisa 10 do Santos em uma semifinal de Libertadores, é um tento anotado por um torcedor. Lucas Braga tem fotos acompanhando jogos do Peixe nas arquibancadas e chegou ao Peixe em 2019, se firmando no segundo semestre do ano passado, após ser emprestado a Inter de Limeira para a disputa do Campeonato Paulista e agradado.

O camisa 36, que já havia marcado um gol na Libertadores, na última rodada da primeira fase, quando o Peixe venceu, de virada, o Defensa y Justicia (ARG), por 2 a 1, na Vila Belmiro, o que foi o primeiro tento de Braga com a camisa santista, recebeu um passe açucarado de Marinho, que passou com muita facilidade pela marcação do Boca, pelo lado direito, e rolou a bola para trás. Lucas Braga, então, tocou na pequena área para o gol vazio.

EXPULSÃO DE FABRA

E ainda teve tempo pra uma covardia argentina em campo. Aos 10 minutos do segundo tempo, o lateral-esquerdo Fabra dividiu pelo alto com Marinho, mas deixou as travas da chuteira no peito do atacante santista na queda. O atleta do Boca foi expulso no ato, pelo árbitro colombiano Wilmar Roldan.

PEIXE CONTROLA O JOGO

Após a expulsão de Fabra, o Boca Juniors não teve mais forças. O Peixe controlou as ações. Cuca preservou o pendurado Soteldo. O Alvinegro até criou algumas oportunidades em contra-ataques rápidos, mas tanto Madson, quanto Kaio Jorge pararam no goleiro Andrada.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 3 X 0 BOCA JUNIORS

Estádio: Vila Belmiro, Santos (SP)

Data e horário: 13 de janeiro de 2020, às 19h15 (horário de Brasília)

Árbitro: Wilmar Roldan (COL)

Assistentes: Alexandre Guzman (COL) e John Leon (COL)

Árbitro de vídeo: Julio Bascuñan (CHI)

Público e renda: Portões fechados

Gols: 1-0 Diego Pituca (15’/1T); Soteldo (3’/2T); Lucas Braga (6’/2T)

Cartões amarelos: Diego Pituca (Santos) e López (Boca Juniors)

Cartão vermelho: Fabra (Boca Juniors)

SANTOS: João Paulo; Pará, Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan (Madson, 35’/2T); Alison (Vinicius Balieiro, 39’2T) e Diego Pituca (Sandry, 16’/2T); Soteldo (Jobson, 16’/2T), Lucas Braga (Jean Mota, 34’/2T), Kaio Jorge e Marinho. Técnico: Cuca.

BOCA JUNIORS: Andrada; Jara (Buffarini, intervalo), López, Izquierdoz e Fabra; Campuzano, Diego González (Capaldo, intervalo), Eduardo Sálvio (Más, 15’/2T) e Sebástian Villa; Carlos Tévez e Soldano (Ábila, 13’/2T). Técnico: Miguel Ángel Russo.


Adolescente é apreendido por suspeita de tentar esfaquear mãe e irmã no Agreste

Adolescente é apreendido por suspeita de tentar esfaquear mãe e irmã no Agreste

Um adolescente de 16 anos foi apreendido por suspeita de tentar esfaquear a mãe e a irmã, nessa quarta-feira (14), em Arapiraca, Agreste de Alagoas.

De acordo com a Polícia Militar (PM), acionada à ocorrência, a motivação para o fato é desconhecida. Ninguém ficou ferido.

Em seguida, os envolvidos foram conduzidos para a Central de Polícia Civil (PC), onde o menor foi autuado por ato infracional análogo aos crimes de ameaça e lesão corporal dolosa, com base na Lei Maria da Penha.

A identidade dos suspeitos não foi divulgada.


Mega-Sena: aposta única acerta as seis dezenas e ganha mais de R$ 11 milhões

Mega-Sena: aposta única acerta as seis dezenas e ganha mais de R$ 11 milhões

Uma aposta de Serrinha, na Bahia, acertou as seis dezenas do concurso 2.334 da Mega-Sena, sorteados nesta quarta-feira (13) e ganhou R$ 11.854.874,71.

Veja as dezenas: 04 – 13 – 20 – 22 – 25 – 60.

A Quina teve 66 apostas ganhadoras e cada uma leva R$ 34.602,68.

A Quadra teve 4.609 apostas ganhadoras e cada uma vai receber R$ 707,86.

Para o próximo concurso, no sábado (16), a estimativa de prêmio é de R$ 13 milhões para quem acertar as seis dezenas.


Vacinação só começa quando doses chegarem a todas as capitais, diz ministério

Vacinação só começa quando doses chegarem a todas as capitais, diz ministério

O secretário-executivo do Ministério da Saúde, Élcio Franco, disse nesta quarta-feira (13) que a campanha de vacinação contra a Covid-19 deverá começar ao mesmo tempo em todas as capitais, sem privilegiar os estados do Rio de Janeiro e de São Paulo, onde ficam o Instituto Butantan e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), instituições que irão produzir as vacinas do Plano Nacional de Imunização (PNI).

“Eu não posso esperar chegar a 5 mil municípios, 38 mil salas de vacinação, para então startar a vacinação. Então, vai começar quando chegar nas capitais. É essa a ideia.” explicou.

Por enquanto, o governo federal não definiu uma data para o início da imunização nacional. A reunião da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para definir a autorização emergencial das vacinas do Butantan e da Fiocruz está prevista para este domingo (17). No sábado (9), a agência informou que aceitou a documentação enviada pela Fiocruz, mas pediu mais informações para o Instituto sobre a CoronaVac.

“É uma equação com várias variáveis. O primeiro aspecto é a aprovação da Anvisa. Estamos aguardando ansiosamente a aprovação das duas vacinas solicitadas, Butantan e AstraZeneca. Vamos começar a vacinação simultaneamente nos 26 estados e no DF. Não vamos começar por um estado só, vai começar em todos ao mesmo tempo”.

Dezenas de países já começaram a vacinação contra o coronavírus. O Brasil, apesar de ter contrato com a vacina da AstraZeneca/Universidade de Oxford, produzida pela Fundação Oswaldo Cruz, ainda não conseguiu aprovar o produto e iniciar a imunização. Nesta quarta-feira, em visita a Manaus, o ministro da saúde, Eduardo Pazuello, disse que um avião irá decolar para buscar 2 milhões de doses prontas da vacina na Índia.

Pazuello no Amazonas

Ainda durante a visita ao Amazonas, o ministro disse que, em janeiro, o governo terá 8 milhões de doses de dois tipos de vacina contra a Covid-19. Serão 6 milhões de doses da CoronaVac, imunizante produzido pelo Butantan em parceria com o laboratório Sinovac, e outras duas milhões de doses da vacina de Oxford, as mesmas que o avião deverá trazer da Índia.

Pazuello afirmou ainda que vai levar de 3 a 4 dias para iniciar a distribuição do imunizante ao estados após a aprovação da Anvisa.

“A Anvisa vai se pronunciar no dia 17. Se a Avisa se alongar, para o dia 21 ou 22, botem os números pra frente, mas é janeiro [que começa a vacinação]”, afirmou

Previsão anterior

No final de dezembro, Élcio Franco havia dito que a vacinação começaria entre 20 de janeiro e 10 de fevereiro.

“Na melhor hipótese, nós estaríamos começando a vacinação a partir do dia 20 de janeiro. Num prazo médio, entre 20 de janeiro e 10 de fevereiro. E no prazo mais longo, a partir de 10 de fevereiro”, disse o secretário-executivo.

“Nós precisamos que os fabricantes obtenham o registro junto à Anvisa, e que eles entreguem doses suficientes para que sejam distribuídas. Se o distribuidor obter o registro e eventualmente não tiver dose para distribuir… entenda. O Ministério da Saúde enquanto Ministério da Saúde tem feito a sua parte, fizemos o plano [nacional de imunização], estamos com a operacionalização pronta, nos preparando para esse grande dia, mas precisamos que os laboratórios solicitem o registro”.

Memorando de intenções

Em 10 de dezembro, o Ministério da Saúde anunciou que assinou o “memorando de intenções” para a compra de 70 milhões de doses da vacina da Pfizer em parceira com a alemã BioNTech. Segundo a farmacêutica americana, uma reunião foi realizada com a Anvisa quatro dias depois, em 14 de dezembro. Devido à quantidade de documentos exigidos para o pedido de uso emergencial, a Pfizer informou que o formato de submissão contínua parece ser mais rápido.

No mesmo dia em que anunciou o “memorando de intenções” para a compra da vacina da Pfizer, o Ministério da Saúde informou que também há um acordo semelhante para uso da CoronaVac, desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan. A vacina tem contrato de fabricação já firmado com o Governo do Estado de São Paulo, de João Doria.

Na última quinta (7), o Butantan confirmou que assinou um contrato com o Ministério da Saúde para a aquisição de doses da CoronaVac. O documento prevê o fornecimento de 46 milhões de doses, em quatro entregas até o dia 30 de abril. Há ainda a possibilidade de o órgão federal adquirir do instituto outras 54 milhões de doses, totalizando 100 milhões.


Palmeira dos Índios está pronta para receber vacina contra a Covid-19

Palmeira dos Índios está pronta para receber vacina contra a Covid-19

A tão aguardada vacina contra o novo coronavírus, a Covid-19, já é uma realidade. Diante das notícias de que as vacinas produzidas no Brasil e no exterior estão sendo aprovadas e, demostrando eficácia, os governos estaduais e municipais já se antecipam em revisar seus estoque de seringas.

A Prefeitura de Palmeira dos Índios, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), tranquiliza a população e informa que o município está preparado para receber a vacina e imunizar o público prioritário. A SMS está com um estoque de 250 mil seringas, que além de atender a demanda de Palmeira, também dará apoio logístico para toda a 8ª Região da Saúde.

“Já adquirimos uma câmara fria para o armazenamento exclusivo dessa vacina e temos seringas em estoque. Agora, é aguardar como se dará a logística de vacinação e a chegada do imunizante”, ressaltou o titular da pasta Diorgenes Costa.


Indonésia inicia vacinação da população com a CoronaVac

Indonésia inicia vacinação da população com a CoronaVac

A Indonésia iniciou sua campanha de vacinação contra a Covid-19 nesta quarta-feira (13), usando a vacina CoronaVac, feita pelo laboratório chinês Sinovac. O presidente Joko Widodo recebeu a primeira dose do imunizante, enquanto seu país luta contra um dos piores surtos de coronavírus na Ásia.

A iniciativa visa imunizar 181,5 milhões de pessoas. O país da Ásia autorizou o uso emergencial da CoronaVac na última segunda-feira (11).

O imunizante é o mesmo produzido pelo Instituto Butantan, que divulgou a eficácia de 50,38% em testes realizados no Brasil nesta terça-feira. A China já aplica a vacina na população. Turquia e Chile também já fecharam acordos com o laboratório Sinovac para compra da CoronaVac.

“A vacinação é importante para quebrar a cadeia de transmissão da Covid-19 e dar proteção e segurança a todos os indonésios e ajudar a acelerar a recuperação econômica”, disse Jokowi após receber sua injeção.

O ministro da Saúde do país, Budi Gunadi Sadikin, disse que cerca de 1,5 milhão de profissionais da área médica seriam vacinados até fevereiro, seguidos por funcionários públicos. A expectativa é imunizar toda a população em até 15 meses.

Ao contrário de muitos países, a Indonésia pretende vacinar primeiro a sua população mais jovem, e não os idosos. Isso porque não possui dados suficientes de ensaios clínicos sobre a eficácia da CoronaVac nos mais velhos.

Na última terça-feira, a Indonésia bateu o recorde diário de mortes por coronavírus: 302. No total, o país asiático soma 24.645 óbitos desde o início da pandemia. As infecções também estão em alta, com média de mais de 9 mil casos por dia, com 846.765 casos no total.


Vaticano começa campanha de vacinação contra a Covid-19

Vaticano começa campanha de vacinação contra a Covid-19

O Vaticano iniciou, nesta quarta-feira (13), sua campanha de vacinação contra a Covid-19, informou a agência oficial de notícias VaticanNews.

Neste momento, são priorizados profissionais da saúde e idosos moradores da cidade-estado, sede da Igreja Católica, localizada dentro de Roma.

Em um segundo momento, familiares dos trabalhadores – assistidos pelo Fundo de Assistência Sanitária – poderão ser vacinados.

Ainda não há confirmação oficial de que o Papa Francisco, de 84 anos, recebeu a primeira dose da vacina.

O jornal argentino “La Nación” afirma que ele foi um dos primeiros a ser vacinado, mas que imagens não foram permitidas para garantir a privacidade do Papa.

No domingo, o Francisco disse que a vacina “não é opção, é ação ética” em uma entrevista transmitida pela televisão italiana.

O papa emérito, Bento XVI, de 93 anos, está na fila para receber a primeira dose da vacina ainda esta semana, informou seu assistente pessoal Georg Gänswein à Agência de Notícias Católica (CNA).

A campanha é voluntária e a vacina não será aplicada em crianças e pessoas menores de 18 anos porque a vacina distribuída – a desenvolvida pela Pfizer com a BioNTech – não foi testada neste grupo.