Praias de Maceió não foram afetadas por manchas de óleo

Praias de Maceió não foram afetadas por manchas de óleo

As praias de Maceió e do Litoral Norte de Alagoas, que estão entre as mais visitadas no Estado, estão livres das manchas de óleo que apareceram em alguns pontos do Nordeste, inclusive em Piaçabuçu e Coruripe, no Litoral Sul. A informação foi confirmada pelo Instituto do Meio Ambiente (IMA).
Segundo o presidente da Associação Brasileira da Indústria dos Hotéis de Alagoas (ABIH-AL), Milton Vasconcelos, o trade está acompanhando de perto o trabalho do Ibama e o monitoramento as praias onde foram localizadas as manchas.

“É um período de muitos turistas, que vêm para Alagoas para visitar nossas praias, e graças a Deus as manchas de óleo ainda não atingiram nossas principais praias, onde todos os dias as pessoas tomam banho. Elas foram liberadas pelo IMA. Além disso, tanto o IMA, quanto o Ibama e a Semarh estão monitorando de perto a situação”, afirma. Milton relata ainda que, segundo dados do Ibama, em apenas 1% das praias de Alagoas foi identificado o problema.
Ricardo César, gerente costeiro do IMA, explicou que as manchas em Alagoas foram esporádicas, em poucos locais. “Onde encontramos a mancha de óleo,conseguimos retirar. Nossas praias estão em perfeitas condições para banho, mas continuamos monitorando”.
O secretário de Turismo de Maceió, Jair Galvão, reforça que as atividades turísticas na capital continuam a todo vapor. Segundo ele, “não foram encontradas evidências que comprometa a atividade turística em Maceió. Os órgãos municipais de meio ambiente estão em estado de alerta, acompanhando toda costa do município para adotarem medidas necessárias, além de acompanhar e monitorar as ações das outras esferas de governo, seja federal ou estadual”, disse.
O trade turístico reforça que o turista que está em Maceió ou destinos turísticos de Alagoas, ou que está com pacote comprado, pode vir tranquilamente. “Nossas praias estão todas com índices de balneabilidade positivos, ou seja, próprias para banho”, reforça o presidente da ABIH-AL, Milton Vasconcelos.


Deixe um comentario