Pesquisa aponta Júlio Cezar com o dobro dos votos de seus adversários em Palmeira

Pesquisa aponta Júlio Cezar com o dobro dos votos de seus adversários em Palmeira

Os números da pesquisas de intenção de votos para prefeito de Palmeira dos Índios, divulgados pelo Instituto Data Sensus, na manhã desta sexta-feira (13), apontam para a vitória do candidato à reeleição Júlio Cezar (PSB) nas eleições do próximo domingo, dia 15 de novembro. Segundo a pesquisa, Júlio lidera com 61% da intenção de votos, contra 21% da candidata Mosabelle Ribeiro (PTB). Em terceiro lugar aparece a Drª Sônia Beltrão (Patriota) com 4%. 3% votaram branco ou nulo, e 7% não sabe ou não opinou.

A pesquisa do Data Sensus está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), sob o número, AL-01331/2020. Foram ouvidas 842 pessoas em Palmeira dos Índios no último dia 6 de novembro. O índice de confiança é de 95% com margem de erro de 3,3 pontos percentuais para mais ou para menos.

Ainda de acordo com a pesquisa, o prefeito Júlio Cezar apresenta o menor índice de rejeição entre os três candidatos: 15,4%. Mosabelle Ribeiro aparece em seguida com rejeição de 21,5% e Drª Sônia Beltrão com 32%, segundo a opinião pública. 32,1% não sabe ou não opinou.

Esta semana Mosabelle Ribeiro tentou impedir a divulgação desta pesquisa, por duas vezes, na Justiça Eleitoral. A candidata alegava que o Data Sensus informou dados de endereços incorretos na pesquisa. Ela entrou com uma representação no dia 10 e outra no dia 11 de novembro. Ambas indeferidas pela Justiça Eleitoral.

Na primeira representação, o juiz André Luís Parizio Maia, da 10ª Zona Eleitoral de Palmeira dos Índios, julgou a alegação improcedente. A segunda representação também foi indeferida pelo juiz federal Felini de Oliveira Wanderley, do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Em sua sentença, o juiz federal entendeu que a pesquisa não contém nenhum elemento de fraude, e que, portanto, os dados coletados pelo instituto Data Sensus estão corretos, são legítimos e correspondem com a realidade.

Fonte: Todo Segundo.


Deixe um comentario