Palmeira: ação da PC e PM prende casal acusado de latrocínio

Palmeira: ação da PC e PM prende casal acusado de latrocínio

Policiais civis da Delegacia Regional de Palmeira dos Índios, sob o comando do delegado Regional Alexandre Leite, informaram a prisão de um casal envolvido no latrocínio que vitimou José Izidoro da Silva, 54 anos, ocorrido no dia primeiro de agosto.
Segundo os agentes, os suspeitos foram identificados como Eduardo da Silva Ferreira, vulgo “Dudu”, e Ana Beatriz Silva dos Santos, vulgo “Bia”. Bia foi flagrada através de câmeras de segurança, conduzindo a vítima ao local onde o fato foi consumado.
Ainda nos primeiros levantamentos a polícia apurou que não se tratou de um homicídio, mas sim de um latrocínio, tendo em vista que os suspeitos agiram no intuito de roubar a quantia em dinheiro que José Isidoro (vítima) trazia consigo. Já na prisão, ambos os suspeitos confessaram a prática do crime, contando detalhes de como os fatos ocorreram.
A equipe do delegado Alexandre Leite contou com o apoio da P2 do serviço ostensivo do 10º Batalhão, além de Policiais da Gerência de Polícia Judiciária 3 – GPJ3, sob o comando do delegado Mario Jorged para chegar até os suspeitos. Segundo a Polícia Civil, Dudu é suspeito de praticar roubos em diversos bairros da cidade de Palmeira dos Índios.
“O sucesso da elucidação rápida com a prisão dos autores desde bárbaro crime, só foi possível graças aos esforços de todos os policiais civis e militares que participaram da investigação, bem como a presteza e celeridade da Dra Luana Cavalcante, Juíza titular da 4ª Vara Criminal desta cidade, em apreciar rapidamente a representação pela expedição dos mandados de prisão preventiva requeridos pelo delegado Regional Alexandre Leite”, disse Diogo Pereira, chefe de serviço da Delegacia Regional de Palmeira dos Índios.
“É importante frisar que a Segurança Pública é um sistema com a participação de vários atores, Delegado, Policiais Civis e Militares, Juízes e Promotores, entre outros, e para realização de um trabalho eficiente e exitoso é mister que as instituições e os atores do sistema trabalhem de forma harmônica”, completou Diogo Pereira.
O crime
José Izidoro da Silva, popularmente conhecido como “Zé Tené” de 54 anos, foi encontrado morto na noite da quinta-feira (01), no Loteamento Antônio Cícero, em um terreno por trás da Academia Formativa, bairro Jardim Brasil, em Palmeira dos Índios.
Ainda nos primeiros levantamentos a Polícia Civil apurou que não se tratou de um homicídio, mas sim de um latrocínio, tendo em vista que os suspeitos agiram no intuito de roubar a quantia em dinheiro que José Isidoro (vítima) trazia consigo.


Deixe um comentario