Filho planejou assalto para impedir pai de descobrir que ele havia vendido o carro, diz delegado

Filho planejou assalto para impedir pai de descobrir que ele havia vendido o carro, diz delegado

O delegado Valter Nascimento, diretor de Polícia Civil das Regiões Litoral e Zona da Mata, falou, nesta quarta-feira (3), sobre o crime que chocou a população de Joaquim Gomes, no interior de Alagoas, onde o comerciante José Nildo Bonifácio foi morto durante um assalto planejado pelo próprio filho, Leandro Bonifácio. Até momento, duas pessoas foram presas e uma terceira está sendo procurada pelo crime.

De acordo com o delegado, o assalto foi planejado para impedir que o pai estivesse com o prefeito de Joaquim Gomes. O filho havia ganhado um carro do pai, mas vendeu o bem para quitar dívidas. Com medo da reação do genitor, Leandro teria dito que o automóvel estava locado à prefeitura da cidade. Ao tomar conhecimento dessa informação, o comerciante disse ao filho que iria até a cidade para saber como estava a questão do contrato de locação.

Mas José Nildo não conseguiu chegar ao destino. A caminho de Joaquim Gomes, ele foi abordado por dois criminosos que estavam em um carro que havia sido locado por Leandro em Maceió. Eles acabaram efetuando três disparos contra o comerciante, que não resistiu e morreu.

“Após tomar conhecimento do crime, a polícia começou a fazer diligências no sentido de coletar provas e indícios que pudessem levar a autoria e motivação da ação criminosa. Havendo sido localizado num povoado local o veículo que foi utilizado pelos criminosos para o cometimento do ato delituoso. Ao fazer uma revista no carro, foi encontrada uma carteira de habilitação que pertence ao filho adotivo da vítima. Ao entrevistá-lo, ele confessou o porque da ação criminosa”, relata o delegado.

E continua: “Ele revelou que contratou duas pessoas para simular um roubo. O pai depositava muita confiança nele e entregou os cartões bancários e de crédito com as senhas respectivas. Ele, sem controle, fez uso desse dinheiro e desse cartão de crédito, criando um rombo na conta bancária. Quando o pai descobriu, ele arrumou um meio de cobrir essa dívida contraída, que foi vendendo um veículo Fiat Strada, que havia ganhado do próprio pai”, diz o delegado, ressaltando que o objetivo era fazer com que o comerciante não descobrisse a venda do bem.

Duas pessoas já foram presas pelo crime. Uma delas foi Leandro Bonifácio, detido no momento em que o corpo do pai era velado. O outro seria uma das pessoas contratadas para efetuar o assalto. Um terceiro executor do plano está sendo procurado pela polícia.


Deixe um comentario