Faltas de energia prejudicam abastecimento de água em 31 cidades de Alagoas

Faltas de energia prejudicam abastecimento de água em 31 cidades de Alagoas

A falta de energia elétrica e a oscilação da tensão têm sido recorrentes em municípios alagoanos, comprometendo o abastecimento de água. Nessa segunda-feira (1°), 31 cidades ficaram com o abastecimento prejudicado devido a faltas de energia.
De acordo com técnicos da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal), mesmo após o retorno do fornecimento elétrico, para que o abastecimento de água se normalize são necessárias cerca de 48h.
Para as áreas rurais que possuem rede de distribuição de água, esse prazo poderá ser maior. Isso ocorre porque é preciso encher novamente os tanques das Estações de Tratamento de Água (ETA’s), efetivar o processo de tratamento, enviar o líquido para os reservatórios e, posteriormente, injetá-lo na rede, que precisa ser pressurizada antes que a água chegue aos consumidores.
Municípios prejudicados
O Sistema Coletivo que abastece as cidades de Anadia e Maribondo ficou sem energia da noite do último domingo (31) até às 10h30 dessa segunda (01). Em Murici, a falta de energia na Estação de Captação Gravatá durou de 01h à 13h, enquanto na Bacia Leiteira 18 cidades ficaram com o abastecimento paralisado por conta de falta de energia na Estação Elevatória 02 (EE-02), que durou das 12h30 às 17h20.
Já na região Agreste, 10 cidades ficaram sem água por conta de falta de energia das 03h40 às 09h20 da manhã de segunda-feira (01).


Deixe um comentario