AO VIVO

Rádio Vitório FM - Transmissão ao vivo

Sua rádio de todos os momentos
Por: 

Dívidas motivam INSS fazer bloqueio milionário no FPM de janeiro

Herança maldita -A situação financeira na cidade de Palmeira beira o caos. O INSS fez um bloqueio nesta terça-feira (10), equivalente a R$ 700 mil reais, na parcela do FPM da Prefeitura, empurrando o município para o abismo. O prefeito Júlio Cezar terá agora que cortar no osso e reduzir despesas para garantir os compromissos.

O Governo Federal descontou R$ 700 mil reais da cota do FPM da Prefeitura de Palmeira dos Índios. Este valor é referente a Previdência Social da folha de pagamento do mês de novembro de 2016, do décimo terceiro dos servidores e de juros cobrados por atraso com o INSS, que a gestão de James Ribeiro não pagou.

Por conta deste desconto a gestão de Júlio Cezar vai sendo prejudicada neste início porque ainda terá que ser efetuado o resgate na ordem de R$ 220 mil reais relativos ao parcelamento da Palmeira Prev, também deixado pela gestão passada, além de outros valores.

O valor do FPM era de R$ 1.171.350,00. O valor total dos débitos deixado pela gestão anterior chega a casa dos R$ 700.000,00. Somando-se os descontos normais, a nova gestão terá que se virar para pagar as contas, porque o que restou foi pouco mais de R$174.000,00.

Folha de pagamento - Segundo o secretário municipal da Fazenda, Onofre Raimundo, a folha dos servidores serão pagas a partir de uma calendário que será elaborado pelo governo. “Pode inviabilizar o pagamento de dezembro dos contratados e comissionados que vínhamos programando, mas vamos pagar os efetivos, conforme determinou o prefeito, Júlio Cezar”, afirmou Onofre.

Júlio Cezar avalia que seu governo terá que cortar no osso porque já não existe mais carne. "Isso inviabiliza por completo qualquer planejamento financeiro. Todo dia Temos uma surpresa dessa natureza. Um dia é um débito milionário com a Palmeira Prev, outro dia mais dívidas milionárias com a UPA, Casal e Eletrobrás, Correios, Hemodiálise, Hospital... O município deve o décimo terceiro dos funcionários e folhas de novembro e dezembro. Amanhã não será diferente. Agora entendemos o motivo do governo anterior não ter repassado nenhuma informação para a transição. Vamos trabalhar para pagar em dia e honrar cada compromisso, mas os responsáveis por este caos não ficarão impunes. Estamos recolhendo documentos e vamos denunciá-los civil e criminalmente”, enfatizou.

Nesta terça-feira haverá reunião de emergência para discutir a crise financeira. O novo prefeito vê situação de calamidade e emergência financeira. Outras medidas de austeridade serão anunciadas aos palmeirenses.

Lista dos débitos (Herança Maldita) deixada, até o momento, por James Ribeiro:
Eletrobrás - R$7,2 milhões; UPA - R$ 3,6 milhões; FGTS - R$ 24 milhões; hemodiálise - R$ 1,6 milhão; Casal - R$ 740 mil; Correios - R$ 37 mil; Palmeira Prev - R$ 3 milhões; folhas de novembro, dezembro e décimo terceiro em aberto; restos à pagar não informado; precatórios, fornecedores e alugueis de imóveis; folhas de inativos, comissionados e contratados de novembro, dezembro e o décimo terceiro em aberto; dívidas com o INSS não informado; repasse Patronal também não informado.

contato@vitoriofm.com.br
Vitório FM 104,9 - Todos os direitos reservados
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram