Corpos de vítimas de colisão serão liberados após DNA, diz IML

Corpos de vítimas de colisão serão liberados após DNA, diz IML.

O Instituto de Medicina Legal (IML) de Arapiraca, órgão da Perícia Oficial do Estado de Alagoas esclareceu na manhã desta sexta-feira (24), que os corpos carbonizados no acidente de trânsito em um trecho da BR316 em Palmeira dos Índios serão liberados após a realização de exames odontolegal e DNA.

O Perito Geral Manoel Melo, disse que a Perícia Oficial (Poal) solidariza-se com a dor e sofrimento dos familiares frente a tamanha tragédia. E que envidará todos os esforços necessários para a liberação célere dos corpos que ficaram completamente carbonizados no acidente.

Ocorre que, a Poal por ser um órgão de natureza técnico científica, não pode trabalhar com o mero reconhecimento dos corpos. “Na área forense e jurídica isso não seria o bastante, por isso, a Poal precisa produzir a prova por meio de exames para obter o resultado científico de identificação para a competente liberação dos cadáveres”, explicou Melo.

Diante disso, o Perito Geral Manoel Melo enviará ainda está manhã, uma equipe de odontolegista para o IML de Arapiraca para que se faça uma triagem dos corpos que se possam ser liberados via identificação da arcada dentária. Ainda será alinhado com o Laboratório Forense da Poal, a realização de exames de DNA para liberação dos cadáveres que não forem possíveis serem identificados através do exame odontolegal.

O Chefe especial do IML de Arapiraca, perito médico legista Sílvio Nunes já se reuniu com os familiares das possíveis vítimas e explicou as providências necessárias para realização dos exames. Que será a apresentação do prontuário odontológico das vítimas, e o recolhimento de material biológico de um familiar de primeiro grau.

Relembre o caso
Cinco pessoas morreram carbonizadas após uma colisão envolvendo um carro de passeio e um caminhão na tarde desta quinta-feira (23), em um trecho da BR-316, em Palmeira dos Índios, Agreste de Alagoas.

De acordo com informações obtidas pelo Portal Todo Segundo, com o impacto da colisão os veículos pegaram fogo. No carro de passeio tipo Palio, de cor vermelha, placa de Rio Largo, os cinco ocupantes ficaram presos às ferragens e vieram a óbito após incêndio. Veja aqui a matéria completa.

Entre as vítimas estão: Tereza Rodrigues e seu filho advogado recém formado, Diego Rodrigues, 26 anos. Diego conduzia o veículo. No banco traseiro do carro, estava uma amiga do advogado por nome de Mauriceia e seus dois filhos, Lucas de 19 anos e Emanoel de 15. A identidade completa das vítimas só deve ser divulgada após a identificação dos corpos que foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Arapiraca.


Deixe um comentario