Confira os pontos interditados com o ato dos transportes complementares

Confira os pontos interditados com o ato dos transportes complementares

Motoristas dos transportes complementares interditam, nesta terça-feira (22), como forma de protesto, alguns pontos do estado, a fim chamar a atenção da Justiça, que decidiu por proibir a Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Alagoas (Arsal) de fiscalizar o táxi-lotação, que faz o transporte entre os municípios do interior e a capital alagoana, o que vem, portanto, prejudicando a categoria.

Os complementares afirmam, no entanto, que há um grande número de veículos irregulares circulando entre as cidades alagoanas sem fiscalização e, por causa dos transportes clandestinos, não tem como a categoria continuar operando no estado.

Após o manifesto, no entanto, eles seguem para a porta do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), no centro da capital.

Veja, abaixo, os pontos de protesto:

Eustáquio Gomes, bairro Cidade Universitária, parte alta de Maceió
Trevo do Polo, em Marechal Deodoro
Satuba, região metropolitana
Atalaia
São Miguel dos Campos
Penedo
Porto Calvo
Santana do Ipanema.


Deixe um comentario