Com baixa procura, campanha para vacinar adultos contra o sarampo é prorrogada em AL

Com baixa procura, campanha para vacinar adultos contra o sarampo é prorrogada em AL

A procura de adultos com idade entre 20 e 49 anos pela vacinação contra o sarampo tem sido abaixo do esperado. A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) informou que a meta é vacinar 1.395.727 pessoas no estado, mas em quase um mês de campanha, apenas 376.845 foram imunizadas.

Com o estado ainda longe de imunizar todo o público-alvo, assim como outros estados do país, o Ministério da Saúde decidiu prorrogar a campanha até 31 de outubro.

De acordo com a Sesau, o medo da Covid-19 pode ser um dos motivos que levaram as pessoas a não aderir à campanha de vacinação. Mas a imunização é importante, principalmente porque o estado voltou a registrar o surgimento do sarampo depois de 19 anos sem casos da doença.

“É importante salientar que as pessoas estão preocupadas com a Covid-19, que ainda não tem vacina disponível, porém as doenças já existentes que temos vacina disponível a população não procura, o que é bastante preocupante, pois o sarampo é altamente contagioso e também pode levar à morte”, disse a enfermeira da Área Técnica do PNI/ SESAU, Emilly Silva

“Sabemos que essa população é um público mais ativo e que geralmente tem responsabilidades durante o o decorrer do dia, porém é primordial garantir a vacinação, visto que a única forma de prevenção contra o sarampo é através da vacina, e sabemos que está tendo circulação do vírus no país e inclusive no nosso estado”, complementou.

A enfermeira Emilly Silva ressaltou que é seguro e necessário se vacinar. “É seguro ir até uma unidade de saúde. Os profissionais estão seguindo as medidas preconizadas pelo Ministério da Saúde, respeitando o distanciamento social, evitando aglomerações, orientando sempre quanto a importância do uso da máscara, e realizando a higienização do ambiente e das mãos a cada atendimento”.

A profissional da enfermagem explicou que até as pessoas de risco precisam se vacinar contra o sarampo para evitar um surto da doença.

“Sabemos que a população de risco tem medo de se expor, porém é importante garantir a imunização contra o vírus do sarampo, visando que para esta doença já temos uma vacina que previne contra a infecção, e que é importante nos adaptarmos a nossa ‘nova realidade’, a pandemia é um fato marcante e que devemos temer ao nos expormos desnecessariamente, mas no caso de ir uma unidade básica de saúde para se vacinar é necessário para que não tenhamos um surto também de sarampo”, afirmou.

A vacinação é realizada em todos os municípios do estado. Alguns adotaram estratégias para facilitar o acesso da população à vacina, como fazer busca ativa (ir de casa em casa) e prolongar o horário de atendimento.

“Tendo em vista a baixa procura da população, o Ministério da Saúde prorrogou a campanha até 31/10, então a população deve sim procurar as unidades de saúde e solicitamos a conscientização desse público de 20 a 49 anos que garanta já a sua vacina, aproveitando que as unidades não estão tendo tanta procura e que o prazo foi prorrogado”, disse a enfermeira Emilly Silva.


Deixe um comentario