CSA perde em casa para Bahia e está praticamente rebaixado

CSA perde em casa para Bahia e está praticamente rebaixado

Precisando vencer em casa, o CSA esbarrou na turbulência que causou a saída repentina de Argel Fucks e foi praticamente rebaixado ao ser derrotado por 2 a 1 pelo Bahia neste domingo (01) no Rei Pelé, em Maceió pela antepenúltima rodada do Brasileirão.

Treinando a equipe interinamente até o fim da temporada, Jacozinho montou um time muito combativo, mas com muitas dificuldades dentro de campo. Gilberto e Arthur Caíke marcaram para o Esquadrão; Nilton descontou para o Azulão.

Com a derrota, o Azulão segue em 18º lugar com 32 pontos, seis atrás do Ceará primeiro time fora a zona de rebaixamento. Além de torcer por duas derrotas do Vovô e do Cruzeiro, adversários diretos pela permanência, precisaria tirar um saldo de 26 gols nas duas últimas rodadas do do Campeonato Brasileiro

Na próxima quarta-feira, o CSA enfrenta a Chapecoense, na Arena Condá, em Chapecó, às 21h. E, no domingo, pega o São Paulo às 16h, no Estádio Rei Pelé, em Maceió.

FICHA TÉCNICA

CSA 2X1 BAHIA

Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL)

Data: 1º de dezembro de 2019 (domingo)

Horário: 18h (de Brasília)

Arbitragem: Vinicius Furlan (SP)

Auxiliares: Luiz Alberto Andrini Nogueira (SP) e Evandro de Melo Lima (SP)

VAR: Adriano Milczvski (SP)

Cartão amarelo: Apodi e Alan Costa (CSA); Gilberto, Ronaldo e Flávio (Bahia)

Cartão vermelho: Ronaldo (Bahia)

Gol: Gilberto, aos 31 do primeiro tempo, e Arthur Caíke, aos 40 do segundo tempo (Bahia); Nilton, aos 9 do segundo tempo (CSA)

CSA: Jordi; Dawhan, Alan Costa, Luciano Castán e Rafinha; João Vitor, João Cléber (Warley), Nilton, Apodi (Bustamente) e Euller (Bruno Alves); Ricardo Bueno.
Técnico: Jacozinho

BAHIA: Douglas; João Pedro, Lucas Fonseca, Juninho e Moisés; Gregore, Flávio e Ronaldo; Artur (Wanderson), Gilberto (Fernandão) e Élber (Arthur Caíke). Técnico: Roger Machado.


Mengão faz 3 a 1 sobre o Palmeiras e vence mais uma no Brasileiro

Mengão faz 3 a 1 sobre o Palmeiras e vence mais uma no Brasileiro

Já com o título garantido, o Flamengo entrou em campo na tarde deste domingo (01) e venceu o Palmeiras por 3 a 1, fora de casa, em partida válida pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols do Rubro-Negro foram marcados por De Arrascaeta e Gabigol, duas vezes. Matheus Fernandes descontou para os donos da casa.

O jogo
O Mengão começou a partida com maior posse de bola. Logo aos 4 minutos, o Mais Querido abriu o placar. Gabigol recebeu a bola na frente, tocou para Arrascaeta, livre, empurrar para o gol vazio: 1 a 0. Aos 20’, novamente Gabigol arriscou de fora e mandou no cantinho. Jaílson saltou e espalmou para escanteio. Aos 32’, o Mais Querido chegou novamente com muito perigo. Rafinha avançou livre pela direita e cruzou na medida para Vitinho, que cabeceou no ângulo. O goleiro alviverde conseguiu evitar o segundo gol rubro-negro. Aos 45’, o Mengão ampliou o marcador. Arrascaeta achou Gabigol na área, que chutou cruzado para aumentar a vantagem rubro-negra: 2 a 0.

O Flamengo voltou com tudo para o segundo tempo e fez o terceiro com menos de um minuto. Vitor Hugo errou a saída de bola, Gerson roubou e a bola sobrou para o artilheiro do Brasileiro, Gabigol, que arrematou para o gol para fazer seu segundo na partida: 3 a 0. Aos 38’, o Palmeiras descontou. Matheus Fernandes recebeu entre os zagueiros e chutou para o fundo da rede: 3 a 1. Nos minutos finais, o Mengão foi administrando a vantagem e saiu de campo com sua 27ª vitória na competição.


Após vitória contra Cruzeiro, Argel Fucks troca CSA pelo Ceará

Após vitória contra Cruzeiro, Argel Fucks troca CSA pelo Ceará

Argel Fucks é o novo técnico do Ceará. Ele deixou o CSA, clube que comandava desde julho deste ano, ainda na noite desta sexta-feira, após a vitória diante do Cruzeiro por 1 a 0 no Mineirão. Argel chega ao Vovô um dia após a demissão de Adílson Batista.
Presidente do CSA, Rafael Tenório confirmou a saída do técnico e disse que o treinador recebeu a proposta, aceitou e vai se despedir dos jogadores. O Ceará anunciou oficialmente a chegada do técnico por meio das redes sociais na madrugada desta sexta-feira. O novo treinador também nesta sexta, no período da tarde, em Porangabuçu. Chegam com Argel o auxiliar técnico Gledson Barroso e o preparador físico Daniel Azambuja.
A três rodadas para o fim da Série A, Argel precisa correr contra o tempo para livrar o Ceará do perigo iminente da zona de rebaixamento. Atualmente o Vovô é o 16ª colocado na tabela da Série A com 36 pontos, não vence há quatro jogos e é o primeiro time fora do Z-4. O Vovô tem compromisso no sábado contra o Athletico, às 19h, no Castelão.
Antes da chegada de Adílson Batista no comando do Ceará, o nome de Argel chegou a ser especulado no clube Alvinegro. Na época, ele afirmou que “seria um traidor se saísse do CSA” e até a renovou o contrato com o Azulão até 2020.


CSA perde em casa para o Fluminense e fica mais próximo do rebaixamento

CSA perde em casa para o Fluminense e fica mais próximo do rebaixamento

O CSA está cada vez mais próximo do rebaixamento, após Yony González garantir a vitória do Fluminense, por 1 a 0, no estádio Rei Pelé em Maceió, na noite desta segunda-feira (25), pela 34ª rodada do Brasileirão.

Com mais uma derrota em casa, o CSA parou na 18.ª colocação com 29 pontos, oito a menos do que o Ceará o primeiro fora da zona da degola. Já a vitória dá grande alívio ao Fluminense, que sai do Z-4 e agora ocupa a 15ª posição na tabela.

Na próxima rodada, o CSA vai enfrentar o Cruzeiro, no Mineirão, na quinta-feira, às 21h30. O Fluminense por sua ver recebe o Palmeiras, no Maracanã, também na quinta, às 19h30.

FICHA TÉCNICA

CSA 0 X 1 FLUMINENSE

Local: Estádio Rei pelé, em Maceió (AL)

Data: 25 de novembro de 2019, segunda-feira

Hora: 20h (de Brasília)

Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP)

Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Neuza Ines Back (SP)

VAR: Marcio Henrique de Gois (SP)

Cartões amarelos: Apodi e Alan Costa (CSA); Allan e Yuri (Fluminense)

GOL

FLUMINENSE: Yony González, aos 4min do segundo tempo

CSA: Jordi; Dawhan, Alan Costa, Castán e Euller (Rafinha); João Vitor, Jean Cléber (Alisson Safira) e Bruno Alves (Warley) e Jonatan Gómez; Apodi e Ricardo Bueno. Técnico: Argel Fucks

FLUMINENSE: Marcos Felipe, Gilberto, Nino, Digão e Caio Henrique; Allan, Yuri (Airton), Daniel (Nenê) e Paulo Henrique; Marcos Paulo (Pablo Dyego) e Yony González Técnico: Marcão.


Flamengo é campeão brasileiro e se torna primeiro time desde 1963 a ganhar Nacional e Libertadores no mesmo ano

Flamengo é campeão brasileiro e se torna primeiro time desde 1963 a ganhar Nacional e Libertadores no mesmo ano

Depois de ter sido campeão da Libertadores no último sábado, o Flamengo conquistou também o título do Campeonato Brasileiro neste domingo, com a derrota do Palmeiras para o Grêmio por 2 a 1. Com o feito, o Rubro-Negro se tornou o primeiro time desde 1963 a ganhar o Brasileiro e a Libertadores no mesmo ano.
A única equipe que obtivera tal feito havia sido o Santos, ao conquistar as edições de 1962 e 1963 da Taça Brasil – que ganhou status de Brasileiro após resolução da CBF em 2010 – e da Libertadores. Comandado por Pelé, o Peixe dominou o futebol do país naquela década e conquistou o status de um dos melhores times de todos os tempos.
Desde então, nenhum time do país conseguiu ganhar o maior título nacional e a Libertadores na mesma temporada.
Como o jogo da 34ª rodada contra o Vasco havia sido antecipado para o dia 13, o Flamengo conquistou o Brasileirão sem nem entrar em campo. Faltando quatro jogos para cada equipe, o Rubro-Negro soma 13 pontos a mais do que Santos e Palmeiras.
Em 34 partidas até agora, o Flamengo venceu 25, empatou seis e perdeu três. A equipe tem os dois principais artilheiros da competição: Gabigol, com 22 gols, e Bruno Henrique, com 18. O Rubro-Negro não perde desde a 13ª rodada, quando foi derrotado pelo Bahia por 3 a 0. De lá para cá, foram 18 vitórias e três empates.
Após conquistar a Libertadores, o Flamengo deixou Lima na madrugada deste domingo e chegou ao Rio pouco antes das 11h. Do aeroporto, o time seguiu para o Centro, onde desfilou em trio elétrico por quase quatro horas. Logo após o início do jogo entre Palmeiras e Grêmio, o trio deixou a Avenida Presidente Vargas.
No momento do apito final na Arena Palmeiras, os jogadores do Flamengo estavam no ônibus do clube no bairro do Recreio dos Bandeirantes, a caminho do Ninho do Urubu. Em festa, os atletas gritaram “É campeão” e “Volta pro trio”.


Gabigol marca dois, Fla vira sobre o River no fim e é bi da Libertadores

Gabigol marca dois, Fla vira sobre o River no fim e é bi da Libertadores

Foi com muita emoção, mas o Flamengo é bicampeão da Libertadores! Depois de ficar atrás no placar por quase todo o jogo, a equipe conseguiu a virada nos minutos finais e venceu o River Plate por 2 a 1 neste sábado, no Estádio Monumental de Lima, no Peru.

O grande herói foi Gabigol, autor dos dois gols do Flamengo na partida. No primeiro tempo, Borré abriu o placar para os argentinos.

É o segundo título do Rubro-Negro na principal competição da América do Sul. O primeiro foi em 1981, em um time que contava com Júnior, Zico e outros grandes craques.

O jogo

O Flamengo começou a partida tentando tomar conta das principais ações ofensivas, com o River buscando esfriar a temperatura do duelo. Porém, conforme o tempo foi avançando, os argentinos passaram a se soltar mais. E conseguiram o primeiro gol aos 14. Nacho Fernández avançou pela esquerda e cruzou para a área. Arão e Gerson se atrapalharam, deixaram a bola passar e ela chegou em Borré, que bateu rasteiro para superar o goleiro Diego Alves e abrir o placar.

A desvantagem no placar não tirou a tranquilidade do Fla, que continuou com mais posse de bola, mas sem encontrar espaços para atacar. Os melhores momentos da equipe eram através de bolas paradas.

Enquanto isso, o River mostrava toda a sua experiência e conseguia envolver os defensores brasileiros. Aos 36, após bela troca de passes, a bola chegou em Palacios, que arriscou de longe e por pouco não surpreendeu Diego Alves.

Na volta para o segundo tempo, o Flamengo conseguiu no primeiro minuto o que não obteve em toda a etapa inicial. Arrascaeta puxou contra-ataque e tocou para Gabigol, que finalizou de longe, testando o goleiro Armani, que conseguiu espalmar.

E por muito pouco o empate não saiu aos 11. Bruno Henrique fez jogada individual pela esquerda e cruzou na medida para Arrascaeta, que furou na hora de mandar para o gol. A zaga do River não conseguiu afastar e a bola ficou com Gabigol, que bateu em cima da marcação. Na terceira chance, Everton Ribeiro bateu no cantinho e Armani fez a defesa.

O Flamengo continuou insistindo. Aos 30, Everton Ribeiro cruzou da esquerda e Arrascaeta tentou de bicicleta. No rebote, Diego tentou o chute colocado e mandou para longe do gol.

O River voltou a assustar aos 35. Suárez fez a jogada pela direita, ganhou de Marí e rolou para trás. Palacios chegou chutando rasteiro e mandou para fora.

E quando parecia que as coisas se complicavam para o Flamengo, apareceu a estrela de Gabigol. Aos 43, Bruno Henrique encontrou belo passe para Arrascaeta, que cruzou na medida para o camisa 9, que mandou para o gol.

E foi novamente Gabigol quem fez o gol do título. Nos acréscimos, a zaga do River errou e o artilheiro chutou firme para decretar o bicampeonato da Libertadores para o Rubro-Negro.

FLAMENGO 2 X 1 RIVER PLATE

Estádio: Estádio Monumental, em Lima-PER

Data/hora: 23/11/2019, às 17h (de Brasília)

Árbitro: Roberto Tobar (CHI/Fifa)

Assistentes: Christian Schiemann (CHI/Fifa), Claudio Rios (CHI/Fifa)

Árbitro de vídeo: Esteban Ostojich (URU/Fifa)

Cartões amarelos: Marí, Rafinha, Gabigol (FLA); Casco, Matías Suárez, Enzo Pérez (RIV)

Cartões vermelhos: Palacios 49’2ºT e Gabigol 50’2ºT

GOLS: Borré 18’2ºT (0-1); Gabigol 43’2ºT (1-1) e 46’2ºT (2-1)
?
?FLAMENGO: Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Marí e Filipe Luís; Willian Arão (Vitinho, 40’/2ºT), Gerson, Everton Ribeiro (Diego, 20’/2ºT) e Arrascaeta (Piris da Motta, 48’/2ºT); Bruno Henrique e Gabigol. Técnico: Jorge Jesus

RIVER PLATE: ?Armani; Montiel, Lucas Martínez, Pinola e Casco (Paulo Díaz, 31’/2ºT); Enzo Pérez, Palacios, Ignacio Fernández (Julián Álvarez, 23’/2ºT) e De La Cruz; Matías Suárez e Borré (Lucas Pratto, 74’/2ºT). Técnico: Marcelo Gallardo.


Direção do CSA anuncia saída do Mutange após 97 anos e transferência para Nelsão

Direção do CSA anuncia saída do Mutange após 97 anos e transferência para Nelsão

Após 97 anos, o CSA sairá do bairro do Mutange, em Maceió. A decisão foi confirmada pelo presidente do clube, Rafael Tenório, em entrevista concedida à Rádio Pajuçara FM, no início da noite desta quinta-feira (21). Segundo o mandatário azulino, o destino do clube será o Estádio Nelson Peixoto Feijó, antigo estádio do Corinthians Alagoano, no bairro da Serraria.
“Tivemos uma reunião com diretores da Braskem, na terça-feira, e ficou decidido que nós temos que sair do Mutange. Já queremos planejar com a Braskem todas as condições para fazer a pré-temporada no dia 4 de janeiro fora do Mutange. Nós devemos sair do Mutange, no máximo, no próximo dia 10”, disse o dirigente.

Na semana passada, a Braskem apresentou à Agência Nacional de Mineração (ANM) e às demais autoridades medidas para o encerramento definitivo da extração de sal e fechamento de seus poços em Maceió. A ação deve desocupar aproximadamente 400 imóveis e realocar 1,5 mil pessoas no bairro do Mutange, na parte baixa de Maceió, inclusive o Centro de Treinamento do Azulão.

A medida ainda visa à criação de uma área de resguardo em torno de 15 poços e o monitoramento contínuo das regiões vizinhas. Já para os demais poços, a empresa recomendou que outras estratégias complementares de fiscalização sejam aplicadas, sem que haja a necessidade de realocação de moradores.

Segundo o dirigente marujo, existe um acordo para que a empresa petroquímica alugue durante dois anos e quatro meses as dependências do antigo Timão da Via Expressa para acomodar a atual estrutura do CT localizado à beira da Lagoa Mundaú.
Tenório revelou ainda que na próxima segunda-feira (25) o Departamento Jurídico da organização fará uma reunião com o empresário João Feijó para acertar detalhes do contrato. Além disso, após a estada no “Nelsão”, o Azulão decidirá a permanência ou a saída do local.

“O Departamento Jurídico deles (Braskem) marcou uma reunião com o João Feijó para ver as questões de contrato e valores. Mas posso afirmar que sairemos do Mutange e lá na frente veremos o que fazer, se ficaremos no Nelson Feijó, vai depender muito das negociações com o empresário João Feijó”, disse Rafael.

Emocionado, o dirigente citou histórias vividas no Centro de Treinamentos do clube marujo. “É difícil se controlar e não chorar. Eu tenho 58 anos que conheço o Mutange, cheguei lá aos 8 anos de idade no campo do CSA, maiava, entrava pela bilheteria para assistir aos treinos, então, são quase seis décadas”, citou o presidente azulino, Rafael Tenório.


Multidão faz grande festa para elenco do Flamengo até o aeroporto

Multidão faz grande festa para elenco do Flamengo até o aeroporto

O Flamengo partiu para seu roteiro até o Peru com grande festa. Nesta quarta-feira, milhares de torcedores se concentraram em frente ao CT Ninho do Urubu na saída do elenco para o embarque a Lima, palco da final da Copa Libertadores da América diante do River Plate, da Argentina. O ônibus deixou o local – localizado em Vargem Grande, na zona oeste do Rio de Janeiro – pouco antes das 12h45 e foi cercado. Alguns fãs correram e chegaram a acompanhar a delegação por várias ruas, até que o veículo conseguisse chegar à sua velocidade normal.

Durante todo o trajeto até o Galeão, por mais de uma hora, o ônibus do Flamengo recebeu uma escolta especial. Mesmo indo por uma entrada especial da Base Aérea, o veículo foi cercado novamente perto do acesso ao aeroporto pela massa humana que estava nas imediações. Carros que estavam em um viaduto próximo chegaram a parar no meio da pista para observar toda a festa aos flamenguistas.

Ainda no CT, o elenco flamenguista fez os últimos ajustes antes da viagem. O técnico Jorge Jesus comandou um treino pela manhã, em que a imprensa pode assistir apenas alguns minutos, trabalhando detalhes importantes pensando no jogo decisivo.

No sábado, a partir das 17 horas, o Flamengo enfrenta o River Plate em jogo único na decisão da Libertadores. A partida – inicialmente marcada para a cidade de Santiago (Chile) – foi transferida para Lima, no Peru.


Flamengo vence o Grêmio

Flamengo vence o Grêmio

Com jeito de heptacampeão. Assim, em duelo frenético, com gol e expulsão de Gabriel, o Flamengo se segurou com um a menos no fim, e voltou a vencer o Grêmio em 2019, dessa vez por 1 a 0, em Porto Alegre. Com o resultado, o Rubro-negro pode garantir o título no próximo domingo, mesmo sem entrar em campo, desde que o Palmeiras não vença o próprio Tricolor gaúcho no Allianz Parque.

O dia também foi de recordes. O Fla chegou a 25 vitórias, um recorde em uma única edição nos pontos corridos, e Gabigol fez seu 22º gol no campeonato, ultrapassando Zico como maior artilheiro rubro-negro em uma edição de Brasileiro. A equipe da Gávea vai cheia de moral para a decisão da Libertadores no próximo sábado, às 17h, contra o River Plate, no Monumental de Lima, no Peru.

JOGO BOM

A finalização de Lucas Silva para a defesa fácil de Paulo Victor, após lançamento de trivela de Arrascaeta, no primeiro minuto, foi um aperitivo. Os times jogavam bem, chegavam muito às respectivas áreas adversárias, mas o Fla era mais perigoso. Aos 19, com novo passe refinado do uruguaio, Gabriel chutou quase da pequena área e o goleiro gremista pegou com as pernas.

RECORDE 1

O Grêmio respondeu com chute forte de Cortez de dentro da área, que exigiu reflexo de Diego Alves. Justamente quando os gaúchos cresciam, porém, Gabriel cruzou rasteiro da grande área e a bola resvalou no braço aberto de Léo Moura. Pênalti. O próprio camisa 9 bateu com categoria, virando o pé no último instante e deslocando Paulo Victor, para tornar-se o maior artilheiro do Flamengo em uma edição de Brasileiro.

CALMA, GABRIEL!

Para os segundo tempo, o Rubro-negro voltou mais retraído e o Grêmio pressionou. Após linda troca de passes, Pepê recebeu na grande área e tirou tinta do travessão rubro-negro. Aos 30 minutos, porém, Gabigol botou tudo a perder. O atacante, que já vinha mostrando irritação, provocou a torcida rival, recebeu amarelo e ironizou a marcação do árbitro. Assim, foi advertido novamente e foi expulso.

RECORDE 2

Com um a mais, o Grêmio fez a blitz no campo de ataque e pressionou muito. Maicon e Everton, de longe, assustaram Diego Alves. Os gremistas chegaram a reclamar de uma mão de Renê na área, mas com grande atuação de sua defesa reserva, o Flamengo alcançou sua 25ª vitória no Brasileiro.


CSA perde para o Fortaleza se fica em situação delicada na tabela da Série A

CSA perde para o Fortaleza se fica em situação delicada na tabela da Série A

O CSA foi derrotado para o Fortaleza por 3 a 0, na noite deste domingo (17), em confronto válido pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com a derrota, o azulão se complicou ainda mais na luta pela permanência na Série A. O time do montagem estacionara nos 29 pontos, na 18ª colocação da competição, seis a menos que o Fluminenses, primeira equipe fora da degola.

A vitória deixa o Fortaleza em uma posição confortável na briga contra a zona de rebaixamento. O Leão soma 42 pontos, sete a mais que o Cruzeiro, primeiro time dentro do Z4 e que ainda joga na rodada. A equipe de Rogério Ceni assumiu a 11ª colocação, dentro da zona de classificação para a Copa Sul-Americana.

O jogo

Pressionando os visitantes, o Leão chegou ao primeiro gol aos 33 minutos. Juninho teve falta da intermediária e encheu o pé, a bola foi subindo aos poucos e morreu no ângulo direito do gol do CSA. Golaço do volante.

Na segunda etapa, o time da casa aproveitou a vantagem para explorar os espaços e confirmar a vitória. Logo aos três minutos, Romarinho escapou pela ponta direita e rolou para Wellington Paulista dentro da área, o camisa 9 só ajeitou para Tinga que chegou batendo para anotar o segundo.

O terceiro gol saiu cinco minutos depois, aos oito. Em cobrança de falta de Juninho, o zagueiro Paulão, livre no meio da área, se jogou na bola e desviou com o pé direito para completar para as redes. 3 a 0 e triunfo tricolor.

FICHA TÉCNICA

FORTALEZA 3X0 CSA

Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)

Data: 17 de novembro de 2019, domingo

Horário: 19h (de Brasília)

Árbitro: Anderson Daronco (FIFA-RS)

Assistentes: Jose Eduardo Calza (RS) e Michael Stanislau (RS)

VAR: Caio Max Augusto Vieira (RN)

Cartões Amarelos: Warley (CSA)

Gols: Juninho, aos 33 minutos do 1º tempo, Tinga, aos três minutos do 2º tempo, e Paulão, aos oito minutos do 2º tempo, para o Fortaleza

FORTALEZA: Felipe Alves; Tinga, Quintero, Paulão e Carlinhos; Juninho, Felipe (Derley) e André Luís (Kieza); Romarinho, Edinho e Wellington Paulista (Matheus Alessandro). Técnico: Rogério Ceni.

CSA: João Carlos; Celsinho, Alan Costa, Luciano Castán e Carlinhos; João Vitor, Dawhan, Euller e Warley (Bruno Alves); Apodi (Rafinha) e Ricardo Bueno.
Técnico: Argel Fucks.


BRASILEIRÃO: Um bonde sem freio; vitória de líder e beijo de campeão

BRASILEIRÃO: Um bonde sem freio; vitória de líder e beijo de campeão

Quando joga bem, vence. Quando não, vence. Ou até empata. Mas não perde. Beijo, tchau!
A “anormal” campanha do Flamengo faz com que ele possa ser campeão antecipado. A conta é muito simples.
Com os 10 pontos de vantagem para o Palmeiras, o Rubro-Negro só precisa vencer os dois próximos jogos contra Grêmio e Vasco, respectivamente, com o time paulista empatando. Assim sendo, o Verdão apenas igualaria a pontuação, porém perderia em número de vitórias.
O Flamengo tem pela frente o Grêmio (fora), Vasco (casa), Ceará (casa), Palmeiras (fora), Avaí (casa) e Santos (fora). Já o Palmeiras, enfrenta o Bahia (fora), Grêmio (casa), Fluminense (fora), Flamengo (casa), Goiás (casa) e Cruzeiro (fora).
Mais que números, porcentagem e matemática, o título está muito mais perto pelo desempenho. O que o Flamengo está fazendo é algo absurdo para o que nós estávamos acostumados. O comportamento em campo é de quem tem um só objetivo, a Taça.
Fica até repetitivo, porém, é a verdade. A intensidade colocada em prática é enorme. Com algumas pitadas de coragem, personalidade e agressividade. As vezes até, irresponsabilidade, da boa. Um padrão de jogo foi concretizado e faz com que o time não mude características com algumas mudanças. Apesar, claro, do desempenho cair em alguns momentos. Algo totalmente normal.
Não é exagero em falar que esse Flamengo é um dos melhores times que o futebol brasileiro produziu. Ajudado por um português (que não inventou o futebol). Mas usou métodos e ideias que encaixaram. Trouxe a essência do futebol brasileiro. Porque o termo “resgatar” fica muito subjetivo. Porém, tem méritos e faz um extraordinário trabalho.
Portanto, não acredito numa catástrofe a essa altura do campeonato. O título deve ficar mesmo com o Flamengo, de forma incontestável, inquestionável e indiscutível. Basta esperar o desempenho “anormal” falar por si.


Flamengo luta até o fim e vence Botafogo por 1 a 0, no Nilton Santos

Flamengo luta até o fim e vence Botafogo por 1 a 0, no Nilton Santos

O Flamengo entrou em campo na noite desta quinta-feira (07), no Estádio Nilton Santos, e venceu o Botafogo por 1 a 0 em partida válida pela 31ª rodada pelo Campeonato Brasileiro. Nos últimos minutos de jogo, Lincoln fez o gol que decretou a vitória rubro-negra.

O jogo
O clássico começou bastante acirrado, com disputa intensa pela bola no meio-campo de ambos os lados. O Flamengo tentava armar as jogadas ofensivas, mas era parado com muitas faltas. Aos 41 minutos, o Rubro-Negro chegou com perigo num chute forte de Gabigol, que passou rente à trave direita de Gatito. O primeiro tempo, que foi paralisado inúmeras vezes, terminou empatado em 0 a 0.

O Mais Querido voltou para a segunda etapa mais atento e com a intensidade que é de costume. Aos 8’, Luiz Fernando, do Botafogo, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso, deixando a equipe alvinegra com menos um. A partir da expulsão, o Flamengo passou a chegar no ataque com perigo. De tanto tentar, o Mengão conseguiu seu gol. Aos 43’, em jogada rápida pelo meio de campo, Everton Ribeiro chegou pelo lado esquerdo e achou Bruno Henrique, que foi na linha de fundo e cruzou na medida para Lincoln empurrar para o fundo da rede, decretando a vitória rubro-negra por 1 a 0.

E agora?
O Flamengo volta a campo no próximo domingo (10) para enfrentar o Bahia no Maracanã, às 18h, pela 32ª rodada do Brasileirão.

Escalação do Flamengo
Diego Alves, Rafinha, Pablo Marí, Renê; W. Arão, Gerson (Lucas Silva), Everton Ribeiro, Vitinho (Lincoln), Bruno Henrique; Gabriel Barbosa (Piris da Motta).


CRB leva goleado do Cuiabá por 5 a 1 na série B

CRB leva goleado do Cuiabá por 5 a 1 na série B

Antes melhor visitante, o Galo levou uma goleada na noite desta terça-feira (5) em jogo da Série B do Brasileirão. Na Arena Pantanal, em um confronto direto na tabela de classificação, o Cuiabá se impôs diante do CRB e conseguiu vencer por 5 a 1.
A cinco rodadas do final, o Cuiabá figura no 10º lugar e contabiliza 47 pontos ganhos, seis a menos que o Coritiba, último integrante do grupo de classificados à elite. Já o CRB tem os mesmos 47 pontos, mas conta com uma vitória a mais (13 a 12) e, portanto, fica na nona posição.
Pela 34ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, Cuiabá volta a campo para enfrentar o São Bento às 21h30 (de Brasília) desta sexta-feira, no Estádio Walter Ribeiro. O CRB, por sua vez, tem como próximo adversário o Atlético-GO a partir das 19 horas de sábado, no Rei Pelé.
Em um começo movimentado, o Cuiabá saiu na frente logo aos dois minutos, quando Jean Patrick recebeu de Jefinho na entrada da área e bateu colocado para abrir o placar. Três minutos depois, Lucas Braga cruzou da direita e Felipe Marques, de letra, marcou um golaço.
Embalado, o Cuiabá ainda anotou o terceiro gol aos 16 minutos do primeiro tempo por meio de Paulinho em bela cobrança de falta. Aos 32 da etapa inicial, o goleiro Matheus Nogueira bobeou no domínio da bola e Edson Cariús aproveitou para diminuir a diferença.
Aos 17 minutos do segundo tempo, em cobrança de pênalti cometido por Wellington Carvalho, Alê marcou o terceiro o quarto gol do Cuiabá. Aos 36 da etapa complementar, Gutierrez bateu de fora da área e ainda viu a bola tocar na trave antes de entrar no gol defendido Andrey.


Bruno Henrique brilha e Flamengo atropela o Corinthians no Maracanã

Bruno Henrique brilha e Flamengo atropela o Corinthians no Maracanã

As boas atuações do Flamengo seguem e o título do Brasileiro parece está cada vez mais próximo. Neste domingo, o Rubro-Negro atropelou o Corinthians e goleou por 4 a 1, no Maracanã, pela 30ª rodada do torneio nacional. O principal responsável pelo placar foi Bruno Henrique ao marcar três gols. Vitinho fechou a goleada. Mateus Vital diminuiu, mas sem chances para reação corintiana.

Com o resultado, o Flamengo chega a 71 pontos e distância para o Palmeiras foi para oito. O Corinthians, por sua vez, está há oito rodadas sem vencer e permanece em sétimo lugar, com 45 somados. Depois desse duelo, as equipes já pensam no próximo jogo pelo meio de semana. Na quarta-feira, os paulistas encaram o Fortaleza, às 19h30, em Itaquera. Na quinta, os cariocas fazem clássico com o Botafogo, às 20h, no Nilton Santos.

ATAQUE CONTRA DEFESA

Desde o começo, a filosofia dos técnicos ficaram evidentes. O Flamengo propôs o jogo, com intensidade, posse de bola e sempre próximo da área adversária. Do outro lado, o Corinthians optou por contra-ataques, porém mesmo assim, o Timão assustou a meta de Diego Alves, com duas oportunidades de balançar a rede. Os Rubro-Negros tentaram chegar pelo meio e apostou em cruzamentos, porém viram a zaga paulista inspirada.

HOJE TEM GOL DO BRUNO HENRIQUE

Após pressionar a etapa inicial inteira, o Flamengo foi coroado com dois gols de Bruno Henrique no fim. Antes do primeiro gol, o árbitro viu falta de Cássio em Arrascaeta dentro da área. Na marca da cal, o camisa 27 não foi feliz, mas no rebote balançou a rede. O segundo não demorou muito. Um minuto depois, Gerson deu um belo passe em profundidade, e o atacante aproveitou a falha da zaga corintiana para ampliar o marcador.

INÍCIO FRENÉTICO

A torcida mal tinha voltado para seus lugares, e os times entraram ligados para o segundo tempo. Com 23 segundos, Bruno Henrique recebeu na esquerda, entrou na área e tocou sutilmente na saída de Cássio. Foi o terceiro dele. Mesmo assim, o Corinthians não se acovardou e diminuiu a vantagem rubro-negra. Mateus Vital cabeceou, e Diego Alves não conseguiu evitar o gol.

TRUNFO DO ‘MISTER’

Após um início de intensidade das duas equipes, o jogo ficou equilibrado, porém os cariocas eram mais perigosos. Em uma das tramas, Vitinho, que entrou no intervalo, recebeu de Arão e soltou um belo chute para ampliar. Depois disso, os paulistas perderam Cássio e Fágner e tinham tudo para aumentar o vexame, mas o Flamengo controlou o resultado para se manter na liderança ainda mais tranquilo.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 4×1 CORINTHIANS

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Data-Hora: 3/11/2019, às 16h

Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS) – Nota LANCE!: 6,0 (marcou um pênalti controverso, mas foi bem na maior parte do jogo)

Assistentes: Leirson Peng Martins (RS) e José Eduardo Calza (RS)

VAR: Leandro Pedro Vuaden (RS)

Assistentes do VAR: Douglas da Silva (RS) e Lucio Beiersdorf Flor (RS)

Gramado: Bom

Público/Renda: 64.985 presentes / R$ 3.684.190,00

Cartão Amarelo: Régis (COR)

GOLS: Bruno Henrique, 45’/1ºT (1-0); Bruno Henrique, 46’/1ºT (2-0); Bruno Henrique, 23”/2ºT (3-0); Mateus Vital, 7’/2ºT (3-1); Vitinho, 21’/2ºT (4-1);

FLAMENGO

Diego Alves; Rafinha (Rodinei; 33’/2ºT), Rodrigo Caio, Pablo Marí, Renê; Willian Arão, Gerson, Everton Ribeiro e Arrascaeta (Diego; 33’/2ºT); Reinier (Vitinho; intervalo) e Bruno Henrique. Técnico: Jorge Jesus.

CORINTHIANS

Cássio (Caíque França; 25’/2ºT), Fagner (Michel; 24’/2ºT), Gil, Bruno Méndez, Carlos Augusto; Ralf e Júnior Urso, Ramiro (Janderson; 24’/2ºT), Pedrinho e Mateus Vital; Gustavo. Técnico: Fábio Carille.


Flamengo abre vantagem, mas cede empate ao Goiás no Serra Dourada

Flamengo abre vantagem, mas cede empate ao Goiás no Serra Dourada

Em partida movimentada, o Flamengo tropeçou e ficou no empate por 2 a 2 com o Goiás, nesta quarta-feira, no Serra Dourada. Com o resultado, os rubro-negros seguem na liderança do Brasileirão, com 68 pontos, oito a frente do Palmeiras. Os goianos, com 39, continuam no meio da classificação.
Após um primeiro tempo equilibrado, com poucas chances de gol, o Flamengo se aproveitou das cobranças de escanteio na etapa final para marcar com Gabigol e Rodrigo Caio. Só que o Goiás arrancou o empate com gols de Rafael Moura e Michael.

Na próxima rodada, o Flamengo terá pela frente o Corinthians, neste domingo, no Maracanã. No mesmo dia, o Goiás recebe o Avaí, novamente no Serra Dourada.
O jogo
O Goiás tentou pressionar no início, mas viu o Flamengo quase abrir o placar aos quatro minutos. Após cobrança de escanteio, Pablo Marí desviou de cabeça e acertou a trave.
Após um período de muita correria, mas pouca emoção, o Goiás teve sua melhor chance, aos 29 minutos. Após cobrança de escanteio, Fábio Sanches cabeceou cruzado, muito próximo ao gol.
Depois disso, os donos da casa cresceram no jogo e passaram a chegar com mais intensidade ao ataque. O Flamengo mudou sua postura e tentou surpreender nos contra-ataques. No melhor deles, aos 40 minutos, Gabigol foi lançado na área, mas acabou abafado pelo goleiro Tadeu. Assim, o duelo permaneceu empatado até o intervalo.
No segundo tempo, o jogo permaneceu equilibrado nos primeiros minutos. O Flamengo criou a primeira boa chance aos oito minutos, quando Gabigol recebeu passe na área e chutou para boa defesa de Tadeu. Mas na cobrança de escanteio, Rodrigo Caio cabeceou, o goleiro goiano deu rebote no pé de Gabigol, que mandou para a rede.
O revés foi sentido pelos donos da casa, que viram o Flamengo dominar as ações. Não demorou muito e os rubro-negros aumentaram a vantagem no Serra Dourada. Após nova cobrança de escanteio, Bruno Henrique escorou e Rodrigo Caio apareceu para empurrar para o gol.
O segundo gol fez o Flamengo diminuir o ritmo. Mesmo assim, os rubro-negros seguiam se ser incomodados. Somente aos 31 minutos, o Goiás conseguiam chegar bem ao ataque e marcou com Rafael Moura, após passe de Michael.
O gol animou os goianos, que quase empataram no minuto seguinte. Após erro na saída de bola do Flamengo, Michael ficou com a bola e arriscou de fora da área. A bola passou perto da trave de Cesar. Depois, foi a vez de Rafael Vaz chutar de longe e assustar os visitantes.
Nos minutos finais, o confronto ganhou em emoção quando o goleiro Cesar foi expulso após acertar Yago Felipe fora da área. No lance, Pablo Marí salvou os rubro-negros em chute de Rafael Moura. A partir dai, os donos da casa foram para cima e conseguiram o empate aos 49 minutos, com Michael.
Na saída de bola, Gabigol arriscou do meio campo e quase acertou o gol de Tadeu. O Goiás ainda buscou a virada, mas teve que se contentar com o empate no Serra Dourada.