Aprovados na reserva técnica da PM protestam em frente ao palácio

Aprovados na reserva técnica da PM protestam em frente ao palácio

Aprovados na reserva técnica do último concurso da Polícia Militar de Alagoas (PMAL) se reuniram na frente do Palácio República dos Palmares nesta sexta-feira (3) para cobrar do governador Renan Filho uma nomeação. O grupo tentou uma reunião com o gestor, mas foi informado de que ele não estaria em Maceió.

De acordo com Laís Omena, o certame expira neste sábado (4). “Fizemos o concurso em 2017 e fomos aprovados em todas as etapas: teste físico, exames clínicos e investigação social. O governador prometeu em diversas vezes que iria nos convocar. Mas o concurso expira amanhã e até agora nada”.

Também aprovado, Isaac Augusto classifica como injustiça o fato de eles não terem sido convocados. “Não é justo ele ter aberto outros concursos, um com 500 vagas, e já estar anunciando mais um para o início do ano que vem, sendo que fizemos todas as etapas, gastamos com os exames médicos solicitados”, diz.

Ele acrescenta que agora o grupo precisa passar apenas pela formação. “Fomos aprovados e estamos aptos em tudo, faltando apenas o curso de formação e ele descartar a gente assim. Isso é uma injustiça e queremos que ele faça o que é correto para todos, tanto para nós quanto para a sociedade alagoana”.

Com faixas e um carro de som, os aprovados ficaram durante toda a manhã em frente à sede do governo. Os manifestantes lembraram as promessas feitas pelo governador em vídeos na internet e também em eventos oficiais com relação à convocação.
Ao todo, 469 pessoas aguardam ser chamadas para a corporação. Durante o protesto, o grupo teve o apoio do deputado estadual Cabo Bebeto, integrante da PM. “Não estamos cobrando nada a ninguém. Estamos reivindicando o nosso direito”, acrescenta Laís.


Deixe um comentario