Alagoanos de 15 e 29 anos são os 4º do País que menos passam tempo estudando

Alagoanos de 15 e 29 anos são os 4º do País que menos passam tempo estudando

Na classificação dos que passaram menos tempo por dia estudando, os estudantes alagoanos com idade entre 15 e 29 anos ocupam o 4° lugar nacional e o 1° entre os estados do Nordeste. Os dados são do último mês de agosto.

Foram 51 minutos diários, segundo os dados revelados na pesquisa Tempo para Escola na Pandemia, da Fundação Getúlio Vargas Social (FGV Social), que analisou dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Com 1h49min diários, os estudantes do Distrito Federal na faixa etária entre 15 e 29 anos foram os que mais passaram tempo estudando no mês de agosto, segundo a pesquisa. Os números mostram que na passagem de julho para agosto, os alagoanos até aumentaram o tempo de estudo, saindo de 49min diários para 51min, no entanto, o aumento nos outros estados foi maior.

Grande parte deste público deve retornar às salas de aula na próxima segunda-feira (26), tendo em vista que o governo liberou as aulas presenciais para o público adulto em Alagoas. Estão liberados os cursos superiores, técnicos e profissionalizantes.

Outro dado importante revelado na pesquisa é que os estudantes alagoanos entre 6 e 15 anos, que são das classes econômicas A e B, ocupam o 1° lugar nacional de tempo diário de estudo entre os que estão nessa faixa etária e social. De acordo com a pesquisa, as crianças e adolescentes ricas de Alagoas passaram 3h55min, por dia, estudando, no mês de agosto. Em julho eram 3h41 min.

Em contrapartida, as crianças alagoanas nessa mesma faixa etária só que de famílias de classe econômica E, ocupam a segunda posição do Nordeste e sétima do País entre as que passaram menos tempo estudando no mês de agosto. Foram 1h40min diárias de estudos, segundo os números.


Deixe um comentario